fbpx

Concurso da Assembleia Legislativa do RN: confira o seu local de prova

Está chegando o dia para a aplicação das provas do concurso público para se tornar servidor da Assembleia Legislativa do RN. Com o total de 47 vagas, o certame será realizado no próximo domingo (25) nos municípios de Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros.

No total, serão 55 locais destinados à realização de provas, sendo 46 em Natal, quatro em Mossoró, três em Caicó e dois em Pau dos Ferros. Os candidatos inscritos podem consultar o local da prova no site do Instituto AOCP – https://www.institutoaocp.org.br/concurso.jsp?id=421.

De acordo com o edital, as vagas disponibilizadas no certame são as seguintes: Processo Legislativo (nível superior em qualquer área) – 10 vagas; Arquitetura (graduação na área) – 1 vaga; Contabilidade (graduação em Ciências Contábeis) – 3 vagas; Engenharia Civil (graduação) – 1 vaga; Engenharia Elétrica (graduação na referida área) – 1 vaga; Medicina (graduação em Medicina e especialização em Cardiologia) – 1 vaga; Administração (graduação na área) – 3 vagas; Tecnologia da Informação (graduação na área ou qualquer curso superior com pós-graduação em TI) – 4 vagas.

Os salários variam de acordo com os cargos, podendo chegar até R$ 8,3 mil, e há reserva de 20% das vagas para pessoas negras, seguindo recomendação para cumprimento da Lei Estadual 11.015/2021. O concurso tem validade de um ano, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período.

Setembro Amarelo será tema de audiência na Assembleia Legislativa

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a valorização da vida e a importância da saúde mental, a Assembleia Legislativa vai promover audiência pública sobre o tema “Setembro Amarelo: da prevenção ao luto”. De iniciativa da deputada Cristiane Dantas (SDD), o debate acontecerá na próxima segunda-feira (26), às 9h, na sala das Comissões.

“É necessário refletirmos sobre a importância da saúde mental em todas as idades. É cada vez mais preocupante o número de pessoas que sofrem com transtornos mentais e depressão, especialmente os adolescentes e jovens. Por isso iremos trazer profissionais que são referência, a fim de apontar caminhos e alertar a população sobre as doenças emocionais”, destacou a parlamentar.

Segundo Cristiane Dantas, dados do Ministério da Saúde apontaram Natal como a segunda capital do Nordeste com o maior número de pessoas, maiores de 18 anos, com diagnóstico de depressão. Com 11,8% dos adultos natalenses nesse quadro, a capital potiguar ficou atrás somente de Recife, que apresentou índice de 12,5%.

Foram convidadas para palestrar durante o debate as psicólogas Débora Sampaio e Milla Marinho, além da psiquiatra Adriana Caldas. Os psicólogos do Núcleo de Atendimento Biopsicossocial do Legislativo Estadual também estarão presentes, apresentando a cartilha “Vamos falar sobre o luto”, com informações educativas acerca do assunto. A audiência pública será transmitida, ao vivo, pela TV Assembleia, no canal aberto 10.3 e 09 na Cabo TV.

Petrobras reduz preço do gás de cozinha em 6% a partir desta sexta-feira (23)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (22) a redução, em 6%, do preço do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha vendido em botijão.

Com a redução, o preço médio cobrado das distribuidoras pela estatal passa de R$ 4,0265 por quilo para R$ 3,7842/kg a partir de sexta-feira (23) – equivalente a R$ 49,19 por 13 quilos (o peso do conteúdo do botijão comum).

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio”, diz a estatal em nota.

Defesa Civil Nacional reconhece situação de emergência em mais quatro cidades do RN

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em mais 12 cidades do Brasil atingidas por desastres naturais. A portaria com os reconhecimentos federais foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (22). Entre as cidades, quatro são do Rio Grande do Norte.

O motivo da emergência nas cidades potiguares é a estiagem. Caraúbas, Monte das Gameleiras, Rodolfo Fernandes e São Tomé, são os municípios do estado, situação semelhante às de Boa Viagem, no Ceará, Taquaritinga do Norte, em Pernambuco, e Belém do Piauí, no Piauí.

Em Santa Catarina, Criciúma, Forquilhinha e Porto Belo foram atingidas por chuvas intensas, assim como Pinheiro Machado, no Rio Grande do Sul. Já Bom Jesus do Tocantins, no Pará, foi afetada por incêndio florestal.

Auxílio

Na quarta-feira (21), foi publicado que o município de Brejinho, também no Rio Grande do Norte, foi um dos municípios contemplados pelo auxílio do Governo Federal para desenvolver ações de defesa civil. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, a cidade, com população estimada de 12.873 habitantes, vai receber mais de R$ 119 mil. O valor deve ser investido em obras de passagem molhada e pretende atender a três mil pessoas.

Além do Rio Grande do Norte, estão contempladas cidades de outros três estados: São José da Safira, em Minas Gerais, Xexéu, em Pernambuco, Campo Alegre do Fidalgo, no Piauí. O maior repasse será destinado São José da Safira e consiste no valor de R$ 271 mil. Os recursos serão destinados ao restabelecimento de moradias afetadas por vendaval e objetiva auxiliar mais de 2,3 mil pessoas.

O menor valor, por sua vez, será destinado a Campo Alegre do Fidalgo, que vem enfrentando um período de estiagem e vai receber mais de R$ 99 mil para aluguel de caminhão pipa para distribuição de água potável na zona urbana. Na cidade, mais de 4,6 mil pessoas serão atendidas.

Como solicitar recursos federais

Cidades em situação de emergência ou estado de calamidade pública reconhecido pela Defesa Civil Nacional estão aptas a solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para atendimento à população afetada.

As ações envolvem socorro, assistências às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de infraestrutura destruída ou danificada. A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD).

Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a valor ser liberado.

*Tribuna do norte

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: