fbpx

DATA MARCADA: Julgamento do Prefeito de Ipanguaçu acontecerá dia 09

O prefeito de Ipanguaçu que foi cassado pela Justiça Eleitoral, vai enfrentar mais uma etapa do processo judicial, que é ser julgado pela plenário do Tribunal Regional Eleitoral.

O TRE já vem julgando vários casos parecidos com o que ocorreu em Ipanguaçu e a maioria não mostra resultado favorável, pois a maioria deles são julgados por abuso de poder econômico.

A trupe do prefeito Valderedo e a vice Carmelita já está endoidando ao imaginar que ele será afastado de imediato e o poder deixará de existir.

Cristiane Dantas cobra providências para a saúde no Rio Grande do Norte

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (3), na Assembleia Legislativa, a deputada Cristiane Dantas (SDD) voltou a abordar a situação da saúde no Rio Grande do Norte. De acordo com ela, o Governo do Estado precisa adotar providências urgentes para otimizar o atendimento à população.

“Venho mais uma vez falar sobre a omissão da Secretaria de Saúde e do Governo do Estado. Omissão que fez mais uma vítima no último dia 29, quando um paciente diabético faleceu na fila de espera por uma cirurgia de amputação que se arrastou por mais de 2 meses”, lamentou Cristiane.

Segundo a parlamentar, a capital conta atualmente com poucas vagas para internação de pacientes vasculares e a situação foi agravada após o fechamento do Hospital Ruy Pereira.

“Contamos apenas com o Hospital da Polícia, que é porta de entrada para pacientes vasculares, mas que atualmente tem feito somente o atendimento ambulatorial, já que suas 70 vagas de internação estão preenchidas. No Hospital Universitário e no João Machado as vagas são mínimas. Essa doença não espera a governadora Fátima, precisamos de providências urgentes pois temos uma fila de pacientes aguardando que podem ser as próximas vítimas”, concluiu Cristiane Dantas.

Em aparte, o deputado Getúlio Rêgo (PSDB) apoiou o pronunciamento da parlamentar e fez um apelo ao líder do governo na Casa Legislativa, deputado Francisco do PT. “É insuportável a situação que se encontra a população do Rio Grande do Norte no que se trata de cirurgias vasculares. Isso que a deputada Cristiane relata aqui é algo que merece uma reflexão da governadora a fim de definir um planejamento estratégico para que esse setor tão importante seja priorizado e que as pessoas possam ser socorridas em tempo hábil”, declarou.

Comissão de Educação da ALRN aprova projeto sobre programa de incentivo à economia local

 

O Projeto de Lei 211/2021, que institui o Programa de Incentivo e Valorização da Economia Local e dispõe sobre mecanismos de valorização do empreendedor potiguar, foi uma das matérias aprovadas na extensa pauta da reunião de hoje (3) da Comissão Permanente de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Socioeconômico, Meio Ambiente e Turismo (CECTDSMAT), da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

De acordo com o projeto, de propositura da deputada Cristiane Dantas (SDD), o Programa tem como objetivos principais a valorização e divulgação dos empreendedores locais para população em geral, incentivando o comércio, turismo e eventos no Rio Grande do Norte.

“A economia nacional sofreu uma forte queda em razão da pandemia da Covid-19, causando desespero e prejuízos a diversos potiguares. Visando combater o desemprego, bem como, fomentar e divulgar o comércio local, o presente programa orienta o Governo do Estado na criação de campanhas e trabalhos voltados para divulgação de destinos locais, comercialização interna de produtos e o incentivo ao empreendedorismo. Importante ainda educar a população sobre economia e empreendedorismo, visando a geração de renda e emprego, além de formalizar postos de trabalhos, trazendo mais segurança e dignidade aos trabalhadores potiguares”, registrou a deputada Cristiane no projeto de sua iniciativa relatada pelo deputado Francisco do PT.

A Comissão discutiu e votou ao todo 22 projetos, sendo 19 aprovados, um rejeitado, um baixado em diligência pelo relator e outro teve pedido de vista para ser analisado na reunião da próxima quinta-feira (10). A reunião foi presidida pelo deputado Hermano Morais (PV) com a participação dos colegas parlamentares Francisco do PT e Ubaldo Fernandes.

ALRN é finalista no Prêmio Unale Assembleia Cidadã com o Legis Plenário

A Assembleia Legislativa do RN é finalista na premiação da 25ª Conferência Nacional União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) na categoria Gestão com o sistema Legis Plenário, desenvolvido pela Diretoria de Gestão Tecnológica da Casa. O projeto vencedor será anunciado durante a conferência, que vai acontecer de 9 a 11 de novembro de 2022, na cidade de Recife (PE).

Para o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira, a indicação de finalista é um prêmio pela dedicação e esforço dos servidores da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, com destaque para os integrantes da Diretoria de Gestão Tecnológica. “Parabenizo a todos, desejo boa sorte e aumenta minha torcida para que seja feito o reconhecimento de uma equipe tão valorosa que tem melhorado as práticas não só do Legislativo Potiguar como de outras casas legislativas do país”, ressaltou Ezequiel Ferreira.

“Estar entre os três projetos finalistas é mais um motivo de satisfação para a Casa. O fato de a gente poder ir para a Conferência da Unale entre os três classificados é motivo de satisfação para todos e, se por acaso ganharmos, poderemos ficar com o prêmio de vez. Vamos torcer para isso”, comemorou o diretor de Gestão Tecnológica da Assembleia do Rio Grande do Norte, Mário Sérgio Gurgel.

O Legis Plenário traz inovações que não existem em nenhum plenário de Casa Legislativa do País. Toda a sessão tem acompanhamento e ferramentas específicas, disponibilizando informações sobre as proposições em pauta, as votações, presenças dos parlamentares (através de reconhecimento facial) e vai acelerar de maneira significativa os trâmites burocráticos, gerando relatórios em tempo real e direcionando as matérias já com assinaturas digitais logo após suas aprovações.

“São diversas funcionalidades que a ferramenta traz ao plenário, fazendo com que os parlamentares e toda a sociedade tenham acesso ao que está ocorrendo em tempo real. Será uma economia grande também de papel e no tempo gasto pela Casa para dar encaminhamento às matérias”, explicou Mário Sérgio Gurgel.

Todo o desenvolvimento e implantação da ferramenta foi realizada pela equipe da própria ALRN, que vai gerar uma economia de R$ 1 milhão no período de quatro anos.

Prêmio Assembleia Cidadã
Os vencedores serão escolhidos pelos conferencistas da 25ª Conferência Nacional da Unale e serão premiados ao fim do evento. De acordo com a Unale, cada projeto vencedor receberá a quantia de R$ 20 mil, para serem investidos em projetos futuros, além do selo da Assembleia Cidadã e o troféu transitório que fica em exposição na Casa Legislativa pelo prazo de um ano, mas o Legislativo que ganhar por três anos seguidos, fica com o troféu em definitivo. E é isto que pode ocorrer, caso o Legis Plenário venha a vencer.

Em Ceará-Mirim, prefeito bolsonarista faz contorcionismo para negar fracasso nas urnas apesar de denúncias de assédio

Após vitória do de Lula em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte, com 72,39% (32.726 votos), o prefeito bolsonarista Júlio César (PSD) tenta minimizar a derrota, ao publicar em rede social um texto apontando que ele próprio segue sendo campeão das urnas no município, pois obteve 32.815 votos em 2020.

“Com uma diferença de 89 votos Júlio supera a votação de Lula o que lhe garante o título de campeão de votos na ‘Terra dos Verdes Canaviais’”, diz a publicação, feita originalmente no Blog Ceará-Mirim Livre.

Prefeitura de Ceará-Mirim é investigada por assédio eleitoral pelo Ministério Público do Trabalho e cidadãos confirmaram à Agência Saiba Mais que Júlio César ameaçava não só servidores municipais.

“Servidores estão tendo ordens pra comparecer, panfletar e fazer número nas carreatas e passeatas pró-Bolsonaro. Os servidores que se opõem a isso estão sendo ameaçados. Não está mais sendo feito de forma disfarçada ou velada. Júlio César está em cima”, contou morador da cidade.

Em live, ele insinuou que daria as costas a eleitores dos distritos que votassem em Lula.

Agência Saiba Mais

Lula busca PSD, União Brasil e MDB para ampliar futura base na Câmara

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pretende atrair PSD, MDB e União Brasil na tentativa de ampliar a base de apoio no Congresso Nacional. A estratégia da cúpula petista é iniciar de imediato conversas com líderes desses partidos, além de outros parlamentares do Centrão que enviaram sinais de diálogo com o petista antes mesmo de o presidente e candidato derrotado Jair Bolsonaro (PL) dar aval para a Casa Civil iniciar a transição de governo.

Os dez partidos que compõem a coligação de Lula elegeram 122 deputados e 12 senadores. Com o apoio de PSD, MDB e União Brasil, a base do presidente eleito na Câmara subiria para 265 deputados e 43 cadeiras no Senado, o que garantiria aprovação de projetos que exigem maioria simples, como é o caso da proposta para aumentar o salário mínimo. Para mudanças na Constituição, que exigem três quintos dos votos em cada Casa, seria preciso angariar mais apoios.

Interlocutores que estiveram com Lula no segundo turno relatam que ele vai usar o discurso de pacificação do Brasil para tentar atrair parlamentares. Na negociação está colocada a manutenção do poder do Congresso sobre verbas do orçamento secreto – ou de parte delas. Esta seria a ponte com o bloco de siglas consideradas mais fisiológicas, hoje alinhado ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Leia maisLula busca PSD, União Brasil e MDB para ampliar futura base na Câmara

PT quer ‘licença para gastar’ R$ 200 bi no Orçamento de 2023

A equipe que está debatendo o Orçamento de 2023 para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estima que será preciso obter espaço fiscal de R$ 200 bilhões no próximo ano. O valor seria necessário para garantir o pagamento do Auxílio Brasil em R$ 600 e dar aumento real para o salário mínimo, as principais propostas do petista na campanha.

Mas inclui também a recomposição de programas sociais que estão com valores subestimados no projeto enviado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) — como o Farmácia Popular — e destinar recursos a obras e investimentos, para incentivar o crescimento econômico.

O valor dessa “licença para gastar” em 2023 corresponde ao dobro do previsto pelo relator da proposta orçamentária, senador Marcelo Castro(MDB-PI), que afirmara que o aumento de gastos seria de ao menos R$ 100 bilhões no próximo ano, considerando basicamente o reajuste do piso e a manutenção do valor do benefício social de R$ 600.

A avaliação de economistas e políticos do PT é que o Orçamento proposto por Bolsonaro, em agosto, paralisa o próximo governo e não é factível. A primeira reunião sobre o tema será hoje, entre Castro, o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, o senador eleito Wellington Dias (PT-PI), escolhido por Lula para liderar o assunto, e parlamentares do PT. Não está claro se já será apresentada a conta de R$ 200 bilhões neste encontro.

Leia maisPT quer ‘licença para gastar’ R$ 200 bi no Orçamento de 2023

Polícia Federal investiga líderes e financiadores das manifestações

Polícia Federal investiga líderes e financiadores das manifestações

A Polícia Federal abriu investigação para descobrir quem ou quantos grupos estão por trás das paralisações dos caminhoneiros que ocorrem no país desde o dia 31 em todo o país. As investigações ocorrem tanto nos locais das manifestações quanto nas redes sociais, como Telegram e WhatsApp. 

Oito equipes da PF foram deslocadas para os locais das manifestações para apurar quem são os líderes e os financiadores das paralisações que atingiram 23 estados.  Neste momento, há 227 pontos de bloqueio nas rodovias federais, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Um dos focos da PF é atuação e monitoramento de diversos grupos nas redes sociais. O grupo Nova Direita, liderado pelo pastor e aliado de Jair Bolsonaro, Jarkson Vilar (na foto, com Bolsonaro), mais conhecido como Jackson Villar, foi derrubado nesta quarta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  O grupo, que já foi recriado no Telegram com o mesmo nome, tem funcionado como voz de comando dos caminhoneiros, inclusive financiando através de PIX a permanência deles nas rodovias fornecendo água, comida e outros suprimentos.

O Nova Direita mantém transmissão permanente no Telegram, coordenando a movimentação de apoiadores a pontos de bloqueio onde caminhoneiros estariam sem suporte. Vilar insufla os seguidores a não saírem das ruas e se gaba de ter mais de 2000 grupos do movimento criados no Whatsapp.

O antagonista

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: