Aécio é apontado por senadores como “cachorro morto”

Resultado de imagem para senado federal

A ideia do Senado desafiar liminar concedida pelo ministro Fachin, não alcançará consenso, segundo a jornalista da Folha de São Paulo, Monica Bergamo. Um parlamentar de oposição, que preferiu falar sem se identificar por não querer “chutar cachorro morto”, como se refere a Aécio, diz que o Senado passaria vergonha se tentasse reverter a decisão do Supremo, tal a gravidade das acusações contra o tucano.

Não haveria, portanto, clima para que a articulação prosperasse. O mesmo senador crê que o próprio Aécio vai pensar duas vezes antes de aderir à ideia, que pode soar como provocação à Justiça, agravando sua situação, já de bastante debilidade.

Por essa visão, o melhor que Aécio teria a fazer é ficar quieto e sumir do noticiário.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: