fbpx

Assaltos, arrastões e homicídios preocupam entidades da segurança

O último fim de semana no Rio Grande do Norte foi marcado por diversas ocorrências envolvendo mortes violentas, assaltos e arrastões, o que vêm causando apreensão entre a população e preocupação para as forças de segurança. Entre a quinta-feira (6) e a segunda-feira (10), a Polícia Militar registrou, pelo menos, 12 ocorrências no Estado, incluindo arrastão em transporte público, incêndio de ônibus e um quíntuplo homicídio na cidade de Afonso Bezerra. Os episódios acontecem em meio a divulgação de um suposto “salve” atribuído a uma facção criminosa, o que ainda está sendo averiguado pela Polícia Civil.

Entidades representativas das polícias Civil e Militar criticaram o que chamam de falta de coordenação por parte do Governo do Estado. Para a presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (Asspmbm-RN), Márcia Fernandes, é possível que os episódios “sejam ordem interna de presídio”. Ela acrescenta que é preciso “reunir forças para combater o problema na origem” para que o trabalho ostensivo, desempenhado pela Polícia Militar, não fique sobrecarregado. Fernandes cita ainda “falta de empenho” da Segurança Pública estadual.

“A Polícia Civil tem que trabalhar nisso também, ajuda a Polícia Militar. A situação nos preocupa. Só a PM nas ruas para fazer a contenção não é suficiente, tem que ter uma força-tarefa mesmo das forças de segurança. O secretário e o comandante têm que se empenhar mais. Não sei se é falta de empenho ou se é alguma outra situação que a gente desconhece, mas tem que tentar descobrir de onde está vindo isso e o porquê. Tem que ver a questão investigativa para ver de onde está saindo esse foco”, analisa a subtenente da PM.

A presidente da associação diz ainda que os policiais militares estão “se resguardando ao máximo” e em estado de “alerta para possíveis represálias dos criminosos”. Márcia Fernandes criticou a falta de estrutura para reagir às investidas criminosas. “Os quartéis estão em alerta, mas acho que deveria realmente intensificar a questão das operações. Tomara que o secretário tenha esse posicionamento também de perceber que precisa fazer algumas operações para conter e dar respostas também. Não pode ficar só esperando não”, pontua.

A presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol), Edilza Faustino, diz que tem notado a intensificação das ocorrências e que o momento é preocupante. “A gente não tem a finalização da investigação que possa dizer se o ‘salve’ é real ou não, mas estamos vendo que as ocorrências têm acontecido nos últimos dias e isso é realmente preocupante. Temos essa preocupação sobre o crescimento da onda de violência”, conta Faustino.

No domingo (9), um ônibus escolar foi destruído por um incêndio na cidade de Baía Formosa. Até o momento, segundo a PM, não é possível dizer se o incidente foi provocado de forma criminosa. Somente na quinta-feira (6), o comerciante Ednaldo Galdino Teixeira, 56 anos, e o empresário francês Jean-Pierre Roumilhac, 73 anos, foram mortos a tiros em diferentes regiões de Natal. Assaltos a estabelecimentos e a pedestres também foram registrados pela polícia na capital. Ainda na quinta-feira, bandidos desviaram a rota de um ônibus do transporte público e fizeram um arrastão no trajeto entre a zona Norte da capital e o município de Extremoz.

Quíntuplo homicídio

Cinco pessoas foram assassinadas na Comunidade de Canto Grande, que pertence ao município de Afonso Bezerra, região Central do RN na noite desse sábado (8). De acordo com as autoridades, o veículo estava virado e com todos mortos. Ao redor do local do crime, estavam balas e cartuchos de pistola e espingarda calibre 12. Segundo o delegado Sandro Régis, que será responsável pela investigação, as cinco vítimas eram investigadas pelo possível pertencimento a uma facção criminosa. Alguns, inclusive, já tinham passagens pela polícia.

Ainda segundo a polícia, o quintuplo homicídio foi cometido com o emprego de armas de fogo. Nenhum suspeito foi preso. De acordo com a perícia, as vítimas foram identificadas como: Josué Matheus Simão Dias, de 23 anos, Luciano Batista Fernandes, de 29 anos, Natanael Jandson da Silva Lopes, de 28 anos, Generson Cassiano da Silva, de 30 anos e Matheus Marcos Bezerra da Silva, de 22 anos.

A polícia desconfia que os cinco vitimados tinham uma rinha de galos. Esse tipo de atividade é considerada crime. Os investigadores encontraram três galos de briga e acessórios habitualmente usados nesse tipo de ação. O próximo passo da linha de investigação será de intimar os familiares das vítimas.

Sesed: investigações estão em curso

O titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), coronel Francisco Araújo, diz que o Estado montou uma força-tarefa para atuar na contenção e investigação das últimas ocorrências. Araújo informou que as apurações sobre a veracidade da mensagem intitulada como “salve geral” estão a cargo da Polícia Civil. A reportagem da TN entrou em contato com a corporação para detalhar o andamento da averiguação, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

O secretário de Segurança diz que as investigações irão apontar, por exemplo, se há ligação entre as ocorrências ou relação com o suposto “salve”. “Desde o início que houve esse movimento nas redes sociais, o trabalho foi incansável de todos os servidores da segurança pública para dar uma ação de maior presença nas ruas, nas avenidas, nos logradouros públicos. As instituições encarregadas das investigações, como Polícia Civil, Polícia Federal e o próprio Ministério Público estão juntas conosco fazendo essas ações”, destaca.

Coronel Araújo também afirmou que as forças ostensivas e investigativas foram reforçadas no último final de semana. “As ações de segurança estão acontecendo, inclusive capturando os acusados pelos crimes. Ontem à noite dois jovens, que são acusados de terem cometido um assalto em Ponta Negra, foram detidos e conduzidos à delegacia. De todas essas ocorrências reais, que aconteceram, as forças de segurança fizeram a ação policial”, acrescentou o chefe da Sesed.

Ele ainda fez um apelo para que a população faça uma checagem antes de enviar mensagens nas redes sociais. Segundo ele, a ideia é evitar que o pânico se espalhe no Estado. “Quando há incremento de uma criminalidade ou da violência em determinada zona geográfica as forças de segurança atuam, o que nós pedimos a compreensão da população é que quando for mandar uma mensagem para um amigo ou familiar, é importante checar o que está mandando para não causar o pânico na própria população”, acrescenta.

Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) diz que não há possibilidade de criminosos estarem “passando ordens” de dentro dos presídios estaduais, conforme apontou suspeita da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (Asspmbm-RN). A Seap ressaltou que os custodiados não têm acesso a telefones celulares nem energia elétrica nas celas.

“As unidades são fiscalizadas diariamente, inclusive, contam com monitoramento por câmeras. Esse ano o Depen realizou no RN a Operação Modo Avião. O estado foi um dos poucos a não ser localizado telefone celular. Na sexta-feira não ocorreu visita de familiares em Alcaçuz e no Rogério Coutinho. O que se detectou há alguns meses foram mensagens envolvendo advogados. Medidas foram adotadas e seis foram presos. Sobre a notícia de salve a partir de presídios não temos essa informação”, comunicou o órgão.

Ocorrências investigadas

Quinta-feira (6)

– Arrastão em ônibus entre a zona Norte de Natal e Extremoz: quatro criminosos desviaram a rota do veículo e roubaram dinheiro e pertences dos passageiros;

– Empresário francês Jean-Pierre Roumilhac, de 73 anos, foi morto a tiros na zona Leste de Natal;

– Comerciante Ednaldo Galdino Teixeira, 56 anos, foi morto a tiros na zona Oeste de Natal;

– Assalto foi registrado em frente a Maternidade Januário Cicco. Vítima teve o celular roubado;

– Três criminosos invadiram uma conveniência na zona Leste de Natal e roubaram alimentos, bebidas, dinheiro e pertences de funcionários;

Sexta-feira (7)

– Bandidos invadiram uma casa na cidade de Macaíba, na Região Metropolitana de Natal, e roubaram aparelhos celulares e uma televisão. Vítimas ainda foram espancadas;

– O corpo de um homem foi encontrado com várias marcas de tiros e as mãos amarradas no bairro de Lagoa Azul, zona Norte da capital;

– Unidade Básica de Saúde (UBS) João Dias da Costa, em Nova Parnamirim, foi alvo de um arrastão. Criminosos recolheram pertences de pacientes e funcionários.

– Viatura da STTU foi incendiada em frente a sede da secretaria, na Ribeira, zona Leste de Natal. A polícia investiga se as chamas foram provocadas de forma criminosa;

Sábado (8)

– Criminosos fizeram um arrastão na praia de Ponta Negra, um dos principais pontos turísticos do Estado. Os bandidos armados recolheram celulares e outros pertences de banhistas, que estavam em um estabelecimento próximo ao Morro do Careca. No domingo, dois suspeitos foram detidos;

– Cinco pessoas foram encontradas mortas dentro de um carro que capotou às margens da RN-118, no povoado de Canto Grande, na zona rural do município de Afonso Bezerra;

Domingo (9)

– Um ônibus escolar foi destruído por um incêndio, na madrugada do domingo (9) em Baia Formosa, Litoral Sul potiguar.

Fonte: Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

*Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: