fbpx

Assembleia Legislativa homenageia ex-deputados Francisco de Brito Guerra e Patrício Júnior

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, em reunião extraordinária nesta terça-feira (24), aprovou dois projetos da mesa diretora que homenageiam dois deputados que fizeram história na Casa Legislativa Padre Francisco de Brito Guerra e Patrício Junior que darão nomes a sala de audiências da presidência e a sala de reuniões das Comissões, respectivamente.

É sabido que a Casa do Povo Potiguar historicamente homenageia as suas dependências com o nome de grandes personalidades do Legislativo Estadual, tal como já consagrou os ex-Deputados Moacyr Duarte, Clóvis Motta, Agnelo Alves, Iberê Ferreira de Souza e Cortez Pereira.

O primeiro projeto aprovado foi o Projeto de Lei Nº 18/2020, de iniciativa da mesa diretora, denomina de “Deputado Francisco de Brito Guerra”, a sala de audiências da presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, aprovado a unanimidade. Já o segundo é Projeto de Lei Nº 19/2020 denomina de “Deputado Patrício Júnior”, a sala de reuniões das Comissões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, também aprovado a unanimidade.

Deputado Francisco de Brito Guerra – O primeiro Presidente da Casa foi o Padre Francisco de Brito Guerra. Coube ao prelado a missão para instalar e presidir o Legislativo, numa época de crise política e institucional que tomou conta do Brasil nos primeiros anos após a Independência.

Francisco de Brito Guerra nasceu na fazenda Jatobá, situada no atual município de Campo Grande, no Oeste do Rio Grande do Norte, dia 18 de abril de 1777. Filho de Manuel da Anunciação Lira e de Ana Filgueira de Jesus, fez as primeiras letras com o padre Luís Pimenta de Santana, em Assú. Em Pernambuco, ordenou-se padre. Em 1802, foi pároco de Caicó, onde morou em um sobrado com a mãe e irmãs e funcionava também a Escola de Latim, tendo em vista a sua fluência na língua.

O padre senador Francisco de Brito Guerra, como era conhecido, tinha uma personalidade conciliadora e generosa. Faleceu no Rio de Janeiro a 26 de fevereiro de 1845 provocada por uma congestão cerebral. Ficou conhecido pelo seu carisma, desejo de desenvolvimento e principalmente por respeitar o próximo.

Deputado Patrício Júnior – O agraciado, José Patrício de Figueiredo Júnior, nasceu em Alexandria/RN, em 02 de outubro de 1947, filho de Irene Maia de Figueiredo e do ex-Deputado e ex-Prefeito de Alexandria, José Patrício de Figueiredo Neto (Zuca Patrício), bacharel em direito, ainda bem jovem, aos 22 anos, iniciou sua vida pública como oficial do Gabinete do então Governador Monsenhor Walfredo Gurgel, no final da década de 60 do Século XX.

No Governo de Cortez Pereira, ocupou a função de Chefe de Gabinete da Secretaria de Estado da Agricultura. Daí para frente sua participação na sociedade potiguar aumentou, pois em 1974 iniciou sua jornada política no parlamento estadual, se elegendo Deputado Estadual a primeira vez com 27 anos, sendo o 3º mais votado entre os 15 eleitos do partido da ARENA. Após a 51ª Legislatura (1975/79), Patrício Júnior foi reeleito sucessivamente para o parlamento estadual para as Legislaturas 52ª (1979/83) e 53ª (1983/87). Em 1986, na tentativa para o 4º mandato consecutivo, não conseguiu se reeleger, mas, foi indicado ao cargo de Secretário de Estado no Governo de Geraldo Melo.

Nas eleições estaduais de 1990, Patrício Júnior retornou ao parlamento estadual para exercer na 55ª Legislatura seu 4º mandato (1991/95), e em 1995, mais uma vez foi reeleito para ocupar uma cadeira de Deputado na 56ª Legislatura (1995/99), quando encerrou sua marcante presença nas decisões do parlamento estadual potiguar na última legislatura do século XX.

É de se destacar que a trajetória do deputado estadual Patrício Júnior junto ao parlamento foi bastante ativa, tanto como membro titular, mas também quando da sua participação em diversas comissões importantes desta Casa Legislativa, inclusive tendo exercido a Presidência de várias. Patrício Júnior ainda exerceu as funções de Superintendente do INCRA no RN, Delegado do Patrimônio da União no RN e Diretor Administrativo da Assembleia Legislativa do RN.

Patrício Júnior faleceu em 01 de abril de 2016, quando subitamente sofreu um infarto, em sua residência, na cidade oestana de Martins, aos 68 anos de idade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: