Bolsonaro tem aumento de temperatura e coloca dreno, diz hospital

O hospital Albert Einstein divulgou no fim da tarde desta quinta-feira, 20, um novo boletim com informações sobre o estado de saúde do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL). A equipe médica que atende o presidenciável informa que ele teve um aumento na temperatura corporal, que chegou a 37,7 graus, e, por isso, passou por uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen.

No exame, foi observada uma “pequena coleção de líquido ao lado do intestino” de Bolsonaro, que foi submetido a uma drenagem e teve um dreno inserido no local.

Internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva do hospital, o candidato não sente dor, tem “boa evolução clínica e sem disfunções orgânicas” e recebe alimentação líquida via oral “com boa aceitação”, além de nutrientes por meio de uma sonda na veia.  João Pedroso de Campos – Revista VEJA

O boletim é assinado pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, o clínico e cardiologista Leandro Echeniquye e o diretor superintendente do Albert Einstein, Miguel Cendoroglo.

Internado no hospital paulistano desde o dia 7 de setembro, Jair Bolsonaro foi esfaqueado na barriga em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG), no dia anterior.

A facada atingiu a artéria mesentérica, causou três perfurações no intestino delgado de Bolsonaro e uma lesão mais grave no cólon transverso, uma porção do intestino grosso. Ele passou por um procedimento chamado colostomia, que consiste na exteriorização de parte do intestino em uma bolsa, onde são excretados fezes e gases.

O candidato deve ficar cerca de dois meses com a bolsa da colostomia e, então, será operado novamente para reverter o procedimento.

Na noite da quarta-feira 12 de setembro, o presidenciável passou por uma nova cirurgia para desobstruir o intestino.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: