Candidato a prefeito de Natal agride equipe de reportagem de jornal

Delegado Leocádio, candidato a prefeito de Natal pelo PSL, tentou tomar celular de repórter da Tribuna do Norte — Foto: Magnus Nascimento/Tribuna do Norte/Cedida

O candidato a prefeito de Natal Delegado Leocádio (PSL) agrediu uma equipe de reportagem do jornal Tribuna do Norte na UNP da Roberto Freire, um dos maiores locais de votação de Natal, na manhã deste domingo (15). O candidato não vota no local.

De acordo com o repórter Ícaro Carvalho, o candidato chegou ao local acompanhado de correligionários. “Eu me aproximei para entrevistá-lo e perguntei se ele já havia votado. Ele não respondeu e tentou tomar o celular da minha mão. Depois ainda puxou a máscara do nosso fotógrafo, Magnus Nascimento”, disse.

G1 tentou falar com o candidato, mas o celular dele estava desligado. A assessoria informou que o Delegado Leocádio não iria se pronunciar sobre o ocorrido.

A juíza eleitoral Hadja Rayanne afirmou que o candidato estar em um local de votação que não é o dele pode se configurar boca de urna. “Mas não podemos afirmar. Com essa informação, vamos acionar o procedimento junto ao ministério público”, afirmou.

O Sistema Tribuna de Comunicação, ao qual pertence o jornal Tribuna do Norte, se solidarizou com os repórteres Ícaro Carvalho e Magnus Nascimento pelas agressões sofridas, durante o desempenho de suas atividades profissionais. “O violento episódio protagonizado pelo candidato a prefeito de Natal, diante de uma simples pergunta sobre o processo eleitoral, foi incompatível com a posição de quem se propõe a administrar uma cidade, mas até mesmo com as regras de convivência em uma sociedade democrática. Ameaçar ou agredir fisicamente um jornalista é próprio de ditaduras, não de democracias”, diz a nota.

O Sistema Tribuna informou ainda que “tomará as providências legais cabíveis para a reparação dos danos causados aos seus conceituados jornalistas”.

Em nota, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RN repudiou a agressão. “O Sindicato solicita as autoridades da Segurança Pública a apuração rigorosa desse fato bem como a proteção a todos aqueles que estão trabalhando nesse pleito para evitar tais atitudes descompensadas e fora da civilidade”, diz a nota.

G1RN

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: