Denúncias de desvios para obras emergenciais em 2009 é arquivado e Ronaldo Soares pode ser processado por calúnia e difamação


O maior ficha suja da história do Assú, o ex prefeito Ronaldo Soares, que vivia nas rádios que tem contrato com a Prefeitura administrada pelo seu filho – Gustavo Soares, contando suas lorotas, caluniando e difamando servidores, assessores e Ivan Junior, agora está com a cara no chão, pois a Justiça Federal, decidiu pelo arquivamento da denúncia sobre desvios de recursos financeiros destinados a Prefeitura em 2009 para obras emergenciais.

No documento, o Ministério Público Federal decide pelo arquivamento, concluindo que não foram confirmadas as hipóteses de ocorrências dos referidos crimes, alega ainda que após mais de 08 (oito) anos, “tempo demasiadamente longo, não foram constatados indícios idôneos capazes de amparar uma denúncia em favor do (s) investigado(s)”.

Agora, todos que faziam parte da administração do ex prefeito Ivan Júnior e que foram difamados e caluniados, tem na mão a prova forte de que foram acusados injustamente nas rádios pelo maior ficha suja da história da terra dos poetas, e caso desejem, podem entrar com ações de danos morais, dentre outros, e assim, fazer Ronaldo Soares ir as mesmas rádios, para pedir desculpas com medo de ter que desembolsar dinheiro pelos transtornos que causou, com suas mentiras e lorotas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: