Descaso do perfeito Gustavo Soares contra o meio ambiente é denunciado pelo Lagoa Viva

Um dos idealizadores do grupo Lagoa Viva de Assú, Aldo Cardoso, em entrevista ao Blog de Paulo Fonseca, denuncia a falta de interação da Prefeitura do Assú, e consequente descaso, em virtude do devastação que aconteceu em uma área que se chama parque ecológico “Edmilson da Silva”, em homenagem ao radialista (in memorian), que a Prefeitura Municipal do Assú era responsável.

A área foi cedida pela prefeitura para se realizar um replantio de mudas nativas da região, para melhorar o ambiente, mas a Prefeitura sem nenhum respeito ao meio ambiente, agiu sem nem conversar com o grupo Lagoa Viva, em que falta interação e comunicação dentro da Prefeitura do Assú, já que nem fiscal tem para tratar das demandas do meio ambiente.

No ano passado, a Prefeitura Municipal do Assú afirmou o apoio ao grupo Lagoa Viva, que compactuava com a ideologia do grupo, tudo em prol de um meio ambiente sustentável, mas na prática o prefeito não cumpre promessa a santo, que dirá ao grupo Lagoa Viva.

Apesar da boa vontade de Aldo Cardoso em tentar manter o diálogo com a Prefeitura, o prefeito do Assú, o jacarezinho Gustavo Soares, resolveu realizar uma devastação na área, matando as mudas e prejudicando o meio ambiente.

A marca registrada do prefeito mais ausente da história da cidade, é falar da boca para fora e prometer o que não vai cumprir, desde quando fizeram em praça pública na última eleição, promessas e mais promessas, e hoje a população sofre porque nada saiu do papel.

A realidade é que o grupo Lagoa Viva, deveria procurar e denunciar aos órgãos que fiscalizam o protegem o meio ambiente, a fim de evitar essas práticas abusivas por parte da Prefeitura do Assú, pois como o prefeito não mora na cidade, não está nem aí para o que acontece nela.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: