DINHEIRO AO VENTO: Prefeitura de Assú recebe mais de 54 milhões e a saúde continua na pior

Se não fosse a pandemia do novo corona vírus, talvez a falta de ações efetivas na saúde da Prefeitura do Assú, que tem como prefeito de direito, o ausente Gustavo Soares, e como prefeitos de fato, Ronaldo e George Soares, passasse despercebidas.

Mas com essa crise que tem assolado o mundo, a cidade do Assú virou alvo de questionamentos que martelam na cabeça da população, e um mau exemplo da pior gestão já vista. A gestão do filhote de jacaré é marcada pela incompetência, falta de planejamento de ações, parcerias com setores púbicos e privados, universidades e outras entidades, em fornecer um sistema de saúde básico. Pois, foi deixado de lado nos últimos 4 anos, desde que o prefeito eleito passa mais tempo ausente do que cuidando do município.

A falta de ações até seria compreendida, se não tivesse recursos, mas em 4 anos, a Prefeitura já soma a quantia milionária de mais 54 milhões recebidos para aplicar na saúde e na Assistência.

O blog do VT tem batido nessa tecla, porque gestão eficiente é primordial, e quando falta isso, o que o cidadão deve fazer? Ao ver seu dinheiro jogado no ralo, por um trio de políticos que quando vão as rádios, não explicam pra onde foi parar esse dinheiro, causa náusea e nojo, pela falta de respeito com o cargo que exercem, e pelo fato de que barganham com a vida das pessoas.

A população quer saber, dados detalhados de onde foi aplicado, quanto foi gasto com pessoal, com medicamentos, com melhorias no atendimento básico, em equipamentos com excelência nos resultados de exames, e o mais preocupante, o que foi feito com os recursos do COVID-19, que era para ter sido utilizado para garantir que o novo corona vírus não se alastrasse de forma assustadora pela cidade, que tem em 26 de junho, 321 casos confirmados e 14 mortes.

O que todos sabem, é que Gustavo e George Soares, tem trabalhado para acabar com a saúde pública na cidade. Parece que o intuito do filhote de jacaré é deixar que as pessoas adoeçam e não tenha condições financeiras de ir para Hospitais particulares, fiquem amontoados em filas nos corredores dos hospitais públicos, e depois de muita angústia e dor, sejam pegos de surpresa com a “caridade” do mandato de deputado e prefeito. A lógica da caridade da maioria dos políticos é assim, acontece uma ligação de um assessor deles pro Estado, informando que o paciente que já está no no limite, e dessa forma, seja passado na frente da fila de espera do SUS, e assim, eles garantam a submissão e obediência dessa família, em garantir o voto no dia da eleição.

Problemas como super lotação nos hospitais, falta de médicos e estrutura necessária para atendimento dos pacientes não são recentes, e constantemente pessoas são flagradas em situação de abandono e descaso da gestão de Gustavo Soares.

O cidadão tem que cobrar, insistir na cobrança, denunciar e monitorar, pois nada feito com o dinheiro público que é do povo é algum favor, é obrigação!

O deputado George e o prefeito Gustavo são funcionários do povo, que é quem paga seus salários e ainda garantem o luxo e a mordomia em que vivem, e o pior, ainda garantem a mordomia de todos seus familiares que não dão uma barra num prego de sabão.

Veja aqui todos os recebimentos da Prefeitura do Assu.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: