fbpx

ESCONDENDO INFORMAÇÕES: Gustavo e Fabielle se negam a dar transparência nos contratos de TAPA BURACO e PUBLICIDADE

A gestão Gustavo e Fabielle em Assú seguem a todo o vapor, repetindo os ensinamentos do pai do prefeito da cidade, Ronaldo Soares, que fazia muito na época que era prefeito, ao esconder informações que acaba se tornando uma “caixa preta”, e que o povo nunca fica sabendo de nada.

A “caixa preta” da Prefeitura do Assú não precisa apenas ser aberta, ela precisa ser ESCANCARADA, porque isso é direito garantido por lei ao povo, mesmo que o prefeito e a vice tenham sido eleitos, eles não são donos do dinheiro do povo, estão ali para gerir esses recursos, e diga – se de passagem, além da incompetência da gestão em garantir os serviços, vem a ganância e a recusa em serem transparentes.

A vereadora Lucianny solicitou através de requerimento informações e cópias dos processos da gastança da Prefeitura do Assú com a Construtora Assú e a Marca propaganda, e mesmo sendo direito e prerrogativa de seu mandato, que é fiscalizar o ato do Executivo Municipal com relação à administração e gastos do orçamento,
Gustavo e Fabielle fazem corpo mole, e não querem que essa transparência venha à tona.

O blog do VT tentou sem sucesso verificar no Portal da Transparência os contratos, que eram pra estar escaneados e disponíveis para consulta, a não ser que a gestão desastrosa de Gustavo e Fabielle tenham algo a esconder, e é porque eles vivem nas redes sociais pregando transparência e amor ao povo, mas não passa de balela, porque na prática não existe transparência nenhuma, pelo contrário, existe é uma CAIXA PRETA na gastança da Prefeitura com fornecedores que são aliados e em alguns casos até patrocinadores e doadores.

No site da Prefeitura não tem contratos de 2017 e nem 2018, 2019 tem apenas 4 contratos, e 2020 nenhum. Em 2021 existem pouco mais de 20 contratos, e que todos sabem que a Prefeitura tem muito mais, inclusive em nenhum dos anos aparece na lista o nome da Construtora Assú, e os poucos que aparecem não é disponibilizado nem Contrato, nem NF e nada que sirva para averiguação.

A população precisa cobrar sim, e verificar os valores dos serviços, as despesas empenhadas, valores liquidados e valores pagos, além das cópias de todas as Notas de Empenho e Ordens Bancárias referentes aos serviços citados, cópia de todas as Notas Fiscais referentes aos serviços prestados e os Termos de Medição, assinados por engenheiros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: