fbpx

Fábio Faria nega desistência a vaga do Senado e deve ter encontro com Rogério Marinho

Deputado federal Fábio Faria (PSD) toma posse como novo ministro das  Comunicações | Jornal Nacional | G1

Pré-candidatos a senador no Rio Grande do Norte, os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações) ainda não conversaram, em Brasília, sobre qual deles representará o bolsonarismo para tentar tomar, nas eleições de outubro deste ano,  uma cadeira que, atualmente, pertence ao senador Jean Paul Prates (PT).

O encontro dos  ministros para discutir essa questão politico-eleitoral vai depender das agendas oficiais dos dois na Esplanada dos Ministérios. Ontem, o próprio  ministro Rogério Marinho informou, nas redes sociais, que teve de acompanhar o presidente da República, Jair Bolsonaro, na visita a São Paulo, “para apoiar e assistir às populações vitimadas pelas fortes chuvas dos últimos dias”.

Assessores dos dois ministros c confirmaram que a conversa presencial entre os ministros deve ocorrer ainda esta semana e ambos não falarão, oficialmente, a respeito da definição de pré-candidatura antes disso.

Durante o fim de semana ocorreram muitas conversas entre próceres políticos de diversos partidos. Antes de regressar à capital federal, na segunda-feira (31 de janeiro), Rogério Marinho teria comunicado ao presidente estadual do Republicanos, deputado federal Rogério Marinho, que passou a apoiar uma eventual pré-candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), como nome capaz de unir a oposição para governo do Estado.

Prefeitos e deputados também teriam participado dessas conversas, a ponto de se discutir uma forma de garantir apoios a possível candidatura a deputado federal do ex-governador Robison Faria, a partir da retirada do nome do ministro Fábio Faria para a disputa senatorial.

Nas redes sociais, Fábio Faria logo tratou de desmentir informações veiculadas em blogs de que teria desistido de integrar uma chapa majoritária de oposição ao PT e seus partidos aliados: “Não procede: reafirmo que continuou pré-candidato ao  Senado”.

A considerar que no dia 09 o presidente Jair Bolsonaro virá ao Rio Grande do Norte vai assistir a chegada das águas do rio São Francisco no município de Jardim de Piranhas, na região do Seridó, os dois ministros terão oito dias para fecharem um acordo político. É possível que esse anúncio seja feito durante a visita presidencial ao Estado.

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: