Sem previsão de pagar salários atrasados, governadora quer retrocesso na definição do calendário

Fórum dos Servidores e área econômica do Governo se reuniram ontem. Sem acordo, haverá nova reunião na segunda-feira (8)

O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do Rio Grande do Norte (Sindfern), Roberto Fontes, considerou que reunião de ontem para definição do calendário de pagamento da folha salarial de abril do funcionalismo público estadual da equipe da governadora Fátima Bezerra, do PT, com o Fórum dos Servidores Públicos, “foi um retrocesso em relação ao mês anterior (março), essa proposta inicial de pagar dia 15 a quem ganha até R$ 3 mil. Por isso, o Sindfern então contrapropôs que fosse até R$ 5 mil”.

O secretário-chefe do Gabinete Civil do governo, Raimundo Alves Júnior, homem da cozinha de Fátima do PT e irmão da assessora especial do deputado federal do PSD e genro do dono do SBT Fábio Faria, disse que a ampliação do limite de pagamento para os servidores que ganham até R$ 4. mil, ao invés de R$ 3 mil como propunha o governo, inicialmente, “só está sendo possível”, porque em conversa com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), “ele aceitou que o repasse do duodécimo da Casa fosse realizado somente no fim do mês”.

Segundo Alves, o repasse do duodécimo da Assembleia é efetuado em duas parcelas, no valor de R$ 17 milhões. A primeira ocorreria dia 18, mas ficou para ser feita dia 30 de abril, em parcela única. A governadora Fátima Bezerra continua sem previsão de pagar salários atrasados, Com informações da Tribuna do Norte

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: