fbpx

ILEGAL: Vereadoras Elisângela e Karielle são favorecidas pela Prefeitura do Assú com adicional de insalubridade sem trabalhar

De acordo com os contra cheques disponíveis no portal da transparência, o prefeito Gustavo e a vice Fabielle, pagam as vereadoras Elisângela Albano e Karielle Medeiros, os adicionais de insalubridade sem elas estarem trabalhando, já que estão exercendo o mandato de vereadoras na Câmara Municipal do Assú.

Por lei, o adicional de insalubridade é um direito do empregado mas que cessará com a eliminação do risco à sua saúde ou integridade física, nos termos desta Seção e das normas expedidas pelo Ministério do Trabalho. Ou seja, se elas exercem o mandato de vereadora e não exercem a função na Prefeitura do Assú, estão recebendo de forma ilegal esses valores.

Dessa forma, fica a pergunta, enquanto alguns servidores da saúde que trabalham e tem direito, mas não recebem a insalubridade, porque pagar as vereadoras que sequer trabalham?

O que o prefeito Gustavo e a vice Fabielle ganham fazendo essa ilegalidade que está no portal da transparência, em detrimento a alguns servidores que são desrespeitados pela gestão, quando não recebem em seus contra cheques esse adicional que é garantido por lei?

As vereadoras “mudas” da Câmara Municipal do Assú e que são da área da saúde, ficam caladas com todas as injustiças e o caos da gestão nas ações de combate e enfrentamento a pandemia, Elisângela e Karielle, e dão um péssimo exemplo ao serem coniventes com esse pagamento, que segundo o portal está sendo contabilizado mensalmente para cada uma, já que estão como ativas.

Segundo circula nos bastidores, já foi encaminhado para o Ministério Público averiguar e em breve devemos mais capítulos desse assunto.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: