IMORAL: Gustavo Soares paga a si mesmo 85 mil reais liquido com férias e salário

O prefeito do Assú Gustavo Soares que é “expert” em pagar contrato milionários, é realmente um caso para estudo, porque na maior cara de pau, pagou a si mesmo mais de 85 mil reais liquido em contra cheque, considerando 3 períodos aquisitivos de férias e 1/3 delas em um só mês mais o salário, sem informar o porque dele não ter gozado as férias já que vivia mais ausente do que presente na cidade.

O que é cômico, é que o prefeito do Assú nunca chegou a exercer 1 ano de trabalho, pois se ausentou boa parte dos últimos anos fazendo plantões em hospitais do estado e atendendo em sua clinica particular em Mossoró, então em tese, ele nem deveria estar recebendo o salário integral, mas ainda assim se autorizou a receber 3 períodos de férias, totalizando mais de 90 mil reais brutos e mais de 85 mil liquidos em conta corrente junto ao salário do mês.

Em outras cidades do país, o fato de pagar a si mesmo férias estando em cargos eletivos tem gerado discussão e enxurrada de processos pelo Ministério Público que entende isso como o pagamento de verbas indevidas, além de afrontar os princípios da legalidade, moralidade, supremacia do interesse público e igualdade, também se mostrou ineficiente para o bom desempenho da Administração Pública.

O prefeito precisa esclarecer se ele tinha mesmo direito a receber férias já que nunca trabalhou direto na Prefeitura do Assú e se está recebendo indevidamente, e o mais grave, sendo desonesto com os outros servidores que tem que cumprir jornadas longas de trabalho para ter direito a férias, enquanto ele nem aparece na cidade e ainda assim goza de um direito que não lhe é devido.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: