fbpx

Índices de violência caem em Natal, diz comandante da operação do Exército no RN

Resultado de imagem para Índices de violência caem em Natal, diz comandante da operação do Exército no RN

A crise na segurança do Rio Grande do Norte é uma questão de “gestão e política”, segundo o general Ridauto Lúcio Fernandes, comandante da operação das Forças Armadas no estado. Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, o militar apontou uma redução de 41% de roubos e 30% de homicídio, em comparação aos dias que antecederam a chegada dos militares.

— Queremos que situação se resolva sem necessidade de medidas drásticas. Também esperamos que não haja necessidade de prorrogação. A partir do início do patrulhamento (em 29 de dezembro), percebemos que os índices de violência começaram a diminuir. A simples presença da tropa é suficiente para intimidar.

Durante a coletiva, o comandante frisou os custos da operação, alegando que trata-se de valores milionários, sem detalhar, no entanto, os gastos totais com a Operação Potiguar III. As informações são de  Aura Mazda,  O GLOBO.

— Estamos dando condições para que órgãos de segurança pública reassumam suas funções. Quem está pagando esse custo são os brasileiros. Esse dinheiro poderia estar sendo empregado para outras coisas.

Somente o custo com as duas aeronaves empregadas na operação é de R$ 10 mil dólares por hora sobrevoada. Durante a Operação Potiguar III, foram empregados dois helicópteros do Exército, o Jaguar HM4 e Esquilo HA1. Cada um sobrevoa quatro horas por dia em Natal, região metropolitana e Mossoró.

A Operação Potiguar III foi deflagrada em função da paralisação das atividades da polícia militar e polícia civil no RN. Desde 29 de dezembro, 2.800 militares fazem a segurança do estado.

Na manhã de hoje, associações que representam policiais militares e bombeiros em greve entregaram um documento com 18 reivindicações ao comando da Polícia Militar e ao governo do estado,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: