Justiça Eleitoral nega pedido de prisão de Garotinho

A Justiça Eleitoral negou nesta segunda-feira o pedido de prisão preventiva do ex-governador do Rio Anthony Garotinho. Na sexta-feira, o Ministério Público Eleitoral (MPE) havia pedido que Garotinho fosse preso por supostamente constranger autoridades por meio de publicações na internet e por ameaçar uma testemunha da Operação Chequinho, que investiga o uso de um programa social em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, para fraudar as eleições municipais do ano passado.

O pedido foi indeferido pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira — o mesmo que havia decretado a prisão de Garotinho em novembro. O MPE alegou que o ex-governador usava seu blog para constranger autoridades, entre elas um delegado da Polícia Federal que conduz a investigação da Operação Chequinho, na qual Garotinho é réu. Ao expor suas alegações, o magistrado diz, na decisão, que uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral permite que o ex-governador se manifeste na internet sobre o processo. as informações são de O Globo.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: