ALVO ACERTADO: Coroné George Soares “abate” PT de Assú e Fátima Bezerra se rende


A governadora Fátima Bezerra se rende ao “coroné” George Soares, e exonera o petista assuense das antigas, Francisco. A demissão foi um recado ao partido, de que não existe democracia, e sim ordens a ser seguidas, por isso, o PT continuará mesmo a contra gosto, na base aliada do prefeito Gustavo Soares.

Com essa decisão antidemocrática e vergonhosa, para uma pessoa que já foi tão bem votada na cidade do Assú, Fátima Bezerra acaba de criar a própria cova, pois não existe ninguém que seja aliado por obrigação.

O coroné e deputado boquinha George Soares, mostra ao PT do Assú, que o partido não tem voz e nem vez, e vai ter que engolir essa decisão da governadora. Mas ele esquece que o voto é secreto, e nisso, não tem governadora nem coroné que mande.

A insatisfação da ala petista contra o governo de Gustavo Soares e a forma autoritária do deputado George é antiga, e com essa imposição, vai ter muita gente até repensando se vale a pena estar num partido que se rende aos caprichos de um parlamentar e fica contra o povo.

O que se comenta, é que vai haver um racha no PT de Assú, e isso vai ser apenas um reflexo de abandono do partido que pode acontecer no estado nas eleições de 2022.

Nelter só aceita que reforma da previdência estadual seja pautada após retorno das sessões presenciais da Assembleia Legislativa

Após reunião com deputados da bancada oposicionista ao Governo do Estado, nesta quarta-feira (1º), o deputado Nelter Queiroz (MDB) se pronunciou publicamente sobre articulação que pretende pautar a votação da reforma da previdência dos servidores do Estado do Rio Grande do Norte durante as sessões virtuais da Assembleia Legislativa.

“Minha posição é de não aceitar a que a votação da reforma da previdência estadual seja realizada durante as sessões online da Assembleia Legislativa”, disse Queiroz, frisando que este projeto é muito sério e vai enfrentar resistências e dificuldades em meio a sociedade.

O parlamentar entende que a complexidade do projeto exige amplo e profundo debate, de forma presencial, de todos os 24 deputados na Assembleia Legislativa, inclusive, com a participação de representantes das diversas categorias de servidores públicos estaduais atingidos pela matéria.

Congresso é pressionado a retirar domésticos da lista de serviços essenciais

 

Parlamentares, movimentos sociais, entidades profissionais, figuras públicas e ativistas irão enviar nesta quarta-feira (1º) uma carta ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), solicitando que paute o projeto que impede que o serviço doméstico seja considerado atividade essencial durante a pandemia da covid-19 (PL 2477/2020).

O projeto foi apresentado pela bancada do Psol na Câmara em maio deste ano. Em junho, foi solicitada a urgência para tramitação da matéria, mas ela ainda não foi aprovada. “As trabalhadoras que não foram dispensadas de seus empregos têm exercido, além das tarefas domésticas de sempre, cuidados também com as famílias dos empregadores, se expondo ao risco de contaminação pelo coronavírus”, dizem os autores na justificativa do projeto (veja a íntegra).

Algumas capitais, como Belém (PA), chegaram a incluir a categoria de trabalhadoras domésticas no rol de serviços e atividades essenciais. Sob pressão do Ministério Público do Trabalho e de entidades de defesa da população negra, a prefeitura da capital paraense recuou da decisão.

Na carta, signatários destacam que a pandemia do novo coronavírus aprofundou as desigualdades socioeconômicas e étnico-raciais, aumentando a vulnerabilidade das mulheres negras, que representam quase 70% do total de trabalhadoras domésticas no país, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019.

Leia maisCongresso é pressionado a retirar domésticos da lista de serviços essenciais

Deputados debatem sobre COVID-19, saneamento e reordenamento territorial

No horário destinado aos deputados na sessão ordinária por Sistema de Deliberação Remota (SDR) da Assembleia Legislativa, realizada nesta quarta-feira (01), foram tratadas questões como as ações de combate ao novo coronavírus, a privatização das águas, a reabertura dos templos religiosos e igrejas e uma política de desenvolvimento territorial para o Rio Grande do Norte.

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) falou da situação da pandemia e resolveu comparar os números da doença em Natal e em Caicó para enfatizar que a diferença requer atenção dos especialistas. Segundo ele, a capital do Rio Grande do Norte tem até hoje 9.722 casos da COVID-19, onde morreram 417 pessoas. Em cada grupo de 100 pessoas, morreram 4,3%. Já em Caicó, foram notificados 426 casos e morreram 3 pessoas, ou seja, um percentual de 0,7%. Portanto, em Natal morreram 6 vezes mais pessoas do que em Caicó. “Isso merece uma análise dos especialistas, para verificar porque isso acontece. Tem muitas variantes para se pesquisar”, indicou o parlamentar.

No mesmo sentido, ele mencionou o programa Pacto pela Vida, instituído pela governadora do RN, Fátima Bezerra. “Ela fez uma parceria com todos os prefeitos do Seridó. Agora é importante saber como é que as prefeituras estão fazendo parte desse pacto, quanto elas estão gastando por mês. Se o resultado está bom, é bom que continue cada vez melhor, para que possamos salvar mais vidas”, disse.

Por fim, aproveitou para alertar que o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, mencionou que todos os países que abriram a economia sem controle se arrependeram porque logo em seguida houve aumento do número de casos. “É preciso que a população entenda, que receba esclarecimentos de que tem que ter muito cuidado. É preciso que as pessoas entendam que agora sim precisa ficar em casa”, completou.

Leia maisDeputados debatem sobre COVID-19, saneamento e reordenamento territorial

Movimentação intensa no primeiro dia de reabertura do comércio de Mossoró

O primeiro dia de retomada das atividades econômicas, nesta quarta-feira, 1º de julho, começou com intensa movimentação no centro comercial de Mossoró.

Áreas como a Coronel Gurgel, Vicente Saboia, Augusto Severo, Santos Dumont e no entorno do Mercado Público Central – “Manoel Teobaldo dos Santos”, a movimentação é bem intensa.

As pessoas, porém, têm respeitado exigências feitas pelo plano de retomada da economia, como o uso de máscara e de álcool em gel, principalmente.

Quanto ao distanciamento, a aproximação de pessoas é verificada apenas nas filas de agências bancárias e casas lotéricas, como já vinha acontecendo.

*De Fato

Doação de EPIs da ALRN reabastece Hospital Municipal e 16 UBS em Touros

Colaborar com a luta contra o novo coronavírus tem sido uma constante da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que além de várias ações legislativas e fiscalizatórias, tem doado Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos municípios do Estado. Nesta quarta-feira (01), a população de Touros foi beneficiada com mais uma ação da Casa do Povo. Em Touros a doação foi de 5 mil litros de álcool 70% e mais 1.500 máscaras cirúrgicas. De acordo com o secretário de saúde do município, Higor Rodrigo da Silva, a doação traz segurança no fornecimento para o Hospital Municipal Ministro Paulo de Almeida Machado e nas 16 Unidades Básicas de Saúde.

“Esse é um esforço que cada um de nós, deputados, estamos fazendo para colaborar com essa batalha contra o novo coronavírus. A entrega desses equipamentos representa mais segurança para a população assistida e principalmente para os profissionais de saúde que estão na linha de frente”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), em nome de todos os deputados e equipe de servidores do legislativo envolvida nas doações.

“Não temos nem palavras para agradecer essa doação”, enfatizou Higor Rodrigo da Silva, secretário Municipal de Saúde, salientando que a situação neste período de pandemia é uma das piores que já ocorreu em Touros. “Com essa ajuda vamos ficar tranquilos por seis meses, em relação ao estoque desses produtos”, agradeceu o secretário.

Em Touros já são 295 casos confirmados e 8 vítimas fatais da Covid-19. O Hospital Municipal de Touros que já contou com cerca de 40% dos profissionais afastados por contaminação terá agora um reforço de EPIs com as doações feitas pela Assembleia Legislativa.

“O material doado pela Assembleia é importante para os pacientes, mas essencial para os profissionais de saúde que estão na linha de frente e que, além de prestar um bom serviço, ainda precisam estar protegidos. Estamos todos muito gratos”, agradeceu Joseanete Araújo, diretora do Hospital.

TAPA NA CARA DOS VEREADORES: Valderedo Bertoldo tem maior chamego por Yuri Feldman como candidato a vereador

A imagem pode conter: 5 pessoas

O prefeito da cidade de Ipanguaçu, Valderedo Bertoldo, que de forma especial sempre foi muito próximo de Yuri Feldman, não vem escondendo de ninguém o chamego que tem pelo jovem para o elegê-lo como vereador na cidade. O nome de Yuri apoiado por Valderedo, desponta como um forte candidato a vereador pelo partido do prefeito.

Comenta-se nos bastidores, que Valderedo confidencia a amigos e correligionários que esta decepcionado com os vereadores de sua base, que não sabem retribuir com gratidão o que sempre foi ofertado pelo prefeito.

A decisão do prefeito Valderedo pela preferência de Yuri, é um verdadeiro tapa na cara dos vereadores da cidade, e principalmente os de sua base de governo, já que ter preferência por apenas um só candidato a vereador é um total desprestígio a todos os outros.

Bolsonaro critica texto sobre fake news e diz: ‘Tem que ter liberdade’

Projeto foi aprovado no Senado na noite de terça

O presidente Jair Bolsonaro criticou a aprovação do projeto contra fake news no Senado Federal na noite de terça-feira (30) e afirmou que é preciso “ter liberdade” nas redes sociais.

Bolsonaro disse a apoiadores, na manhã desta quarta-feira (1º), em frente ao Palácio do Alvorada, que os senadores devem ter cometido erros na hora da votação virtual e que o texto não deve ser aprovado pelos deputados quando chegar na Câmara.

“Eu falei com senador que votou favorável. Ele falou que, como estava na [sessão] virtual, ele se equivocou. Assim deve ter acontecido com outros. Acho que, na Câmara, vai ser difícil de ser aprovado. Se for, cabe a nós a possibilidade de veto. Acho que não vai vingar esse projeto não”, explicou.

Bolsonaro também afirmou que é muito criticado na internet, mas “nunca reclamou”. “Tem que ter liberdade. Ninguém mais do que eu é criticado na internet. Eu nunca reclamei. No meu Facebook, quando o cara faz baixaria, eu bloqueio. Direito meu”, encerrou.

R7

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: