fbpx

PGR defende prorrogar investigação sobre suposta prevaricação de Bolsonaro

Procuradoria-Geral da República se manifestou nesta sexta-feira a favor do pedido de prorrogação, por mais 45 dias, do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro (foto) cometeu o crime de prevaricação no caso da vacina Covaxin.

O parecer foi encaminhado a Rosa Weber, relatora do inquérito no STF.

A despeito das diligências já realizadas no âmbito destes autos, as investigações ainda pendem de aprofundamento para elucidação do feito”, diz o parecer.

Em julho, a ministra determinou a instauração de inquérito para investigação das denúncias apresentadas à CPI da Covid, que indicam que Bolsonaro não tomou providências diante de suspeitas de ilegalidades na compra de um lote de 20 milhões de doses da vacina indiana.

Prevaricação é quando um funcionário público é informado de uma irregularidade, mas retarda sua ação ou deixa de atuar para que ela seja apurada e punida.

O antagonista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: