Planejamento para implantação do Parque Tecnológico é apresentado em Macaíba

Os membros da comunidade universitária da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) receberam na manhã desta quinta-feira, 05, uma parte do grupo de trabalho responsável pela elaboração do planejamento estratégico de estruturação do Parque Científico e Tecnológico do Rio Grande do Norte (PAX). O objetivo da reunião aberta foi apresentar as perspectivas para instalação do Parque Científico e Tecnológico do RN, cuja previsão é 2021, bem como as possibilidades de inserção dos trabalhos e pesquisas desenvolvidos no âmbito da EAJ.

Durante sua exposição e no momento em que respondeu questões levantadas pelos presentes, como sobre estudos secundários complementares e viabilidade da estrutura, a assessora da UFRN para o Parque, Ângela Maria Paiva Cruz, pontuou sobre as principais oportunidades, citando o potencial tecnológico de inovação, a competência energética do estado, o amplo espaço físico para estrutura, a contribuição para o desenvolvimento humano e a ampliação das atividades econômicas, entre outros pontos positivos. “Por esses e outros fatores, não há como a Escola Agrícola de Jundiaí estar ausente no processo. O planejamento para ocupação e presença de empresas está intimamente ligado à aproximação que o PAX terá com a EAJ enquanto unidade”, colocou Ângela Paiva.

Já o diretor da Agência de Inovação (AGIR/UFRN), Daniel Pontes, afirmou que “as incubadoras são parte deste projeto de parque e, assim, um caminho de inserção da Escola Agrícola no projeto é a valorização da Inovatec, incubadora aqui de Macaíba”. Outros exemplos relatados para a inserção das ciências agrárias no projeto foram os projetos da professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, Rosimeire Cavalcante dos Santos, que utiliza a madeira como fonte de energia, e o estudo de algas desenvolvido pelo docente Darlio Inacio Alves Teixeira. Já o professor Josenalde Barbosa De Oliveira entregou aos membros do grupo de trabalho um relatório com algumas potencialidades da EAJ.

Parque de Ciência e Tecnologia Augusto Severo (PAX)

Localizado na cidade de Macaíba/RN, o Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo – PAX está inserido em um ambiente de inovação proveniente da parceria entre Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação/ICTs, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Federação das Indústrias, Federação do Comércio, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e prefeituras da Região Metropolitana de Natal. O PAX tem vocação inicial nas áreas de energias, reabilitação em saúde e tecnologia de informação com ampla oferta de espaços e serviços para as entidades apoiadoras e empresas. O Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo contará também, em seu ecossistema, com incubadora e aceleradora de empresas, oferta de serviços de propriedade intelectual através da Agência de Inovação da UFRN e de diversos laboratórios de pesquisa e inovação das ICTs associadas. Ambiente de empreendedorismo adequado e propício para a cooperação entre academia e setor produtivo no desenvolvimento de soluções inovadoras, o PAX será uma associação sem fins lucrativos, cujas receitas serão investidas no incremento e qualificação de sua estrutura e atividades.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: