Porteiro de escola em Extremoz é preso por estupro

Investigado cometeu o crime de estupro de vulnerável contra um aluno da instituição

O porteiro da Escola Municipal Esmerino Gomes de Souza, em Caraúbas, distrito de Maxaranguape, comarca de Extremoz, foi preso preventivamente após denúncia ofertada pela Promotoria de Justiça da cidade. Ele cometeu o crime de estupro de vulnerável contra um aluno da instituição. A prisão ocorreu na sexta-feira (3). 

De acordo com o apurado, no dia 17 de julho de 2018, a vítima de apenas 10 anos de idade foi surpreendida pelo investigado enquanto utilizava o banheiro da escola, ocasião em que sofreu os abusos. 

Nos últimos 30 dias, a Promotoria de Justiça de Extremoz tem intensificado os trabalhos de investigação para garantir a apuração de crimes de estupro de vulnerável, visando coibir a reiteração de condutas e maior preservação das vítimas. Essa atuação prioritária do MPRN em Extremoz resultou na oferta de 14 denúncias criminais e no pedido de cinco prisões preventivas, deferidas e cumpridas naquela região.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: