Previdência: comandante da Marinha pede ‘cuidado’ sobre idade mínima para militares

O presidente Jair Bolsonaro ao chegar para cerimônia de troca de comando da Marinha Foto: Jorge William / Agência O Globo

O novo comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Júnior, afirmou que é preciso “cuidado” para se debater a fixação de uma idade mínima para a aposentadoria de militares.

Ele observou que os profissionais das Forças Armadas precisam ter capacidade física que os permita entrar em combate e que isso precisa ser levado em discussão.

–  Temos que verificar isso com cuidado. Não sei se é razoável, adequado, exequível, é um conjunto. A gente precisa ter uma diferenciação física muito importante. Um médico ou enfermeiro, você tem um nível de prontidão física diferente de um combatente. Então é um tema que temos de trabalhar com cuidado – afirmou Barbosa Júnior em entrevista após assumir o cargo em cerimônia que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Eduardo Bresciani e Karla Gamba – O Globo

Ele observou ser necessário ter “higidez física” para os trabalhos das Forças Armadas e deus as ações de Garantia de Lei e da Ordem como um dos exemplos dessa necessidade. Ressaltou que as negociações serão conduzidas pela pasta da Defesa. Ilques ressaltou que os militares “não tem previdência”, mas um “sistema de proteção social” após deixar a ativa.

– A posição da Marinha é a do ministro da Defesa. Nós não temos previdência, temos um sistema de proteção social dos militares. É impróprio mencionar a palavra previdência, do ponto de vista técnico. Nós somos da ativa, da reserva e reformados. Mas esse trabalho vem sendo feito pela Defesa.

Ele afirmou que um desafio das Forças Armadas é de capacitação de pessoal. Ilques destacou o advento das novas tecnologias e as necessidades criadas por elas no cotidiano.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: