PSDB fará reunião de urgência em São Paulo

0

O comando do PSDB marcou uma reunião de urgência para a próxima segunda-feira, em São Paulo, para discutir o desembarque do partido do governo Michel Temer, segundo o jornalista Gerson Camarotti, da GloboNews. Cresce a tese de que o PSDB pode deixar o governo na próxima semana, depois da votação no Senado, na terça-feira, da reforma trabalhista.

Segundo Camarotti, a decisão de convocar uma reunião de emergência foi tomada nessa sexta-feira (7), um dia após o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), defender o nome do deputado Rodrigo Maia (PMDB-RJ) para substituir Temer como solução para a crise política.

A declaração pegou de surpresa os tucanos governistas. Tanto que, da Alemanha, o ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, criticou seus colegas do PSDB. Pelo Twitter, Nunes chegou a comparar: “Nem Lula nem Dilma tiverem esse tratamento de nossa parte quando éramos oposição”, escreveu, classificando as críticas a Temer como “inoportunas”.
O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), saiu em defesa de Tasso Jereissati. “O Tasso está verbalizando aquilo que pensa a maioria das bancadas no Senado e na Câmara. Isso vai na contramão do que o Aloysio está falando”, disse o deputado, em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”.

O Planalto conta com os ministros tucanos Nunes, Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Bruno Araújo (Cidades) e com o presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, para tentar evitar o desembarque dos tucanos.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: