fbpx

Trem com brasileiros parte de Kiev com destino a cidade ucraniana próxima da Romênia e da Moldávia

Um trem com brasileiros residentes na Ucrânia partiu nesta sexta-feira (25), às 17h (pelo horário de Brasília; 22h no horário local) da capital Kiev com destino à cidade de Chernivtsi, no oeste do país.

A chamada “evacuação de emergência”, motivada pela invasão da Ucrânia por militares russos, foi organizada pela Embaixada do Brasil em Kiev.

De acordo com comunicado da embaixada, o destino é a Chernivtsi, cidade no oeste do país, a 535 km da capital ucraniana, nas proximidades das fronteiras com a Romênia e a Moldávia.

Os brasileiros não pagaram passagem. O plano de retirada dos brasileiros já havia sido adiantado na quinta (24) pelo secretário de Comunicação e Cultura do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Leonardo Gorgulho.

No comunicado, a representação brasileira na Ucrânia afirmou que não seria possível garantir que todos os interessados em partir conseguiriam viajar. Também não informou se seriam disponibilizadas novas retiradas. De acordo com o Itamaraty, 500 brasileiros vivem na Ucrânia.

A embaixada também solicitou que os cidadãos que embarcaram no trem enviem nome completo e número de passaporte em uma mensagem para o plantão consular. “Com os dados, a embaixada buscará organizar o transporte e facilitar os procedimentos de migração”, informou.

A prioridade de embarque nesta sexta foi dada a mulheres, crianças e idosos. Aos que não conseguiriam embarcar, a orientação foi que permanecessem em casa, aguardando novas instruções da embaixada. O Itamaraty também orienta os cidadãos brasileiros a manter contato diário com a representação diplomática.

Destino final

No destino final, a representação brasileira em Bucareste, capital da Romênia, negociará transporte para levar os cidadãos até a Romênia.

“A embaixada do Brasil em Bucareste informará às autoridades romenas os nomes e números de documento de todos aqueles que embarcarem no trem, com vista a assegurar, na medida do possível, que os trâmites para entrada na Romênia sejam expeditos”, explicou.

Apesar de viabilizar a retirada de brasileiros, a embaixada informou no comunicado que os brasileiros que decidiram embarcar “o farão por conta e risco próprio”. Segundo o órgão, no trem, não haverá serviços como alimentação ou acesso a telefones.

“Viajantes que tenham sucesso em partir com o trem deverão ter em conta relevantes dificuldades na chegada, onde há problemas como a falta de hospedagem, transporte para a fronteira, bem como longas filas na imigração”, diz o texto do comunicado.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: