Papa é criticado após recomendar psiquiatria para crianças LGBT

'Quando isso se manifesta desde a infância, há muitas coisas para fazer por meio da psiquiatria', disse o papa Francisco - Foto: Fabio Frustaci/EFE

Uma declaração do papa Francisco no retorno da visita à Irlanda, no domingo, 26, tem gerado críticas de associações ligadas aos movimentos LGBT. A jornalistas, o pontífice insinuou que pais e mães de crianças com “tendências homossexuais“deveriam submeter os filhos a tratamento psiquiátrico.

Na ocasião, em um voo para o Vaticano, o papa foi perguntado sobre o que diria a pais que percebem orientações homossexuais nos filhos. “Diria a eles, em primeiro lugar, que rezem, que não os condenem, que dialoguem, entendam, que deem espaço ao filho ou à filha”, respondeu.

“Quando isso se manifesta desde a infância, há muitas coisas para fazer por meio da psiquiatria, para ver como são as coisas. Outra coisa é quando isso se manifesta depois dos 20 anos”, acresceu o papa, que disse ainda: “Nunca direi que o silêncio é um remédio. Ignorar a seu filho ou sua filha com tendências homossexuais é um defeito de paternidade ou de maternidade.”

Em resposta, associações francesas LGBT chamaram as declarações do pontífice de “irresponsáveis”. “Condenamos estas declarações que fazem referência a uma ideia de que a homossexualidade é uma doença. Se há uma doença esta é a homofobia arraigaba na sociedade”, criticou Clémence Zamora-Cruz, porta-voz da associação Inter LGBT. 

O pontífice também foi criticado nas redes sociais. No Twitter, a associação francesa SOS Homofobia chamou as palavras do papa de “graves e irresponsáveis” e que “incitam o ódio contra as pessoas LGBT na nossa socidade, já marcada por alto nível de homofobia”.O Estado de São Paulo/COM INFORMAÇÕES DA AFP

Ex-prefeito de São José de Campestre e irmãos de vereador são condenados por improbidade

O Grupo de Apoio a Meta 4 condenou o ex-prefeito do Município de São José de Campestre, José Borges Segundo, e dois irmãos de um vereador da cidade pela prática de improbidade administrativa, consistente na malversação de dinheiro público e contratação irregular dos acusados mediante a dispensa de licitação para realizar o transporte de estudantes locais, fato que beneficiou indevidamente os familiares do vereador.

Com isso, os três acusados receberam como penalidade a suspensão dos seus direitos políticos pelo prazo de cinco anos e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual sejam sócios majoritários, pelo prazo de cinco anos.

O caso

De acordo com a acusação do Ministério Público Estadual, os irmãos do vereador Fernando Francisco da Cruz, Paulo Francisco da Cruz e José Saulo da Cruz, receberam quantias da Prefeitura, em virtude de serviços prestados, especialmente no transporte de estudantes da zona rural para a sede do município. Assim, defendeu que ficou evidenciada a prática de favorecimento pessoal de agente público, que destinou verba pública a particulares parentes de edil.

Leia maisEx-prefeito de São José de Campestre e irmãos de vereador são condenados por improbidade

Com Refis, deputados e senadores reduziram suas dívidas pela metade

Entenda o que é o novo Refis

O novo Refis, programa que refinancia dívidas com a Receita Federal, foi um presente de R$ 138,6 milhões aprovado por deputados e senadores para si próprios. A cifra corresponde aos descontos que 81 congressistas obtiveram em seus débitos ao aderir ao mecanismo de regularização tributária que eles votaram no fim do ano passado.

O montante perdoado é 52% do que todos eles deviam originalmente (R$ 262,8 milhões). Os dados, obtidos pela Folha, referem-se somente às dívidas que estão sendo reclamadas na Justiça pela PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional).

O valor pode ser maior, pois há chance de que outras cobranças estejam tramitando administrativamente.

A medida provisória que instituiu o novo Refis foi enviada pelo governo ao Congresso no ano passado. Ao convertê-la em lei, deputados e senadores ampliaram as vantagens previstas, como a possibilidade de zerar juros e encargos legais. Sancionado o texto, embarcaram no programa. Fábio FabriniReynaldo Turollo Jr. – Folha de São Paulo

Leia maisCom Refis, deputados e senadores reduziram suas dívidas pela metade

José Dirceu volta a atuar no PT e ajuda campanha de Fernando Haddad

José Dirceu

Um dia antes de Fernando Haddad embarcar para seu primeiro périplo pelo Nordeste, o ex-ministro José Dirceu telefonou para Emídio de Souza, hoje um dos mais próximos assessores do ex-prefeito de São Paulo.

Conversaram longamente e Dirceu foi assertivo no conselho para a iminente inserção de Haddad entre o mais fiel eleitorado de Lula: a carta enviada pelo ex-presidente em 15 de agosto, no ato do registro de sua candidatura, deveria ser seguida como roteiro da campanha.

A linguagem, a simbologia, os temas, avalia Dirceu, estava ali tudo o que o povo fala e quer ouvir, como uma espécie de testamento de Lula. Marina Dias – Folha de São Paulo

Leia maisJosé Dirceu volta a atuar no PT e ajuda campanha de Fernando Haddad

Deputado do PR diz que vice de Fátima Bezerra é da oligarquia Soares

Deputado George Soares diz que candidato a vice-governador Antenor Roberto, é primo dele

O vice-presidente estadual do PR e deputado George Soares, revelou no último sábado durante movimentação política em Assú, que o candidato a vice-governador Antenor Roberto na chapa encabeçada pela senadora e candidata a governadora pelo PT, Fátima Bezerra, é integrante da secular oligarquia dos Soares/Montenegros.

Veja vídeo abaixo:

‘Tudo que é para pobre, botam defeito’, diz Ciro sobre críticas à proposta do SPC

O candidato do PDT à PresidênciaCiro Gomes, disse ontem que quem critica sua proposta de tirar 63 milhões de brasileiros da lista de inadimplência do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) tem “horror ao povo”.

Durante visita a uma feira livre em Itaquera, Zona Leste de São Paulo, o presidenciável criticou o presidente Michel Temer, ao afirmar que não aceitaria apoio do MDB “nem a pau” e prometeu “quebrar pesadamente” o cartel dos bancos, aumentando a competição entre eles, caso seja eleito.

— Tudo que é para pobre no Brasil, botam defeito — disse Ciro, após explicar como funcionaria a sua proposta, a que chamou de “Nome Limpo”. — O Brasil dispensou mais de $ 300 bilhões de rico naquilo que se chama Refis, que é basicamente refinanciamento das dívidas dos contribuintes empresariais com o governo.

Leia mais‘Tudo que é para pobre, botam defeito’, diz Ciro sobre críticas à proposta do SPC

Caravana da Verdade mobiliza cidades do Agreste no domingo

Multidão lotou ruas e avenidas nos municípios de Goianinha, Espírito Santo e Passa e Fica, numa grande demonstração de esperança na continuidade da gestão de Robinson Faria

Domingo lotado na região Agreste, durante a Festa da Democracia, que trouxe a Caravana da Verdade, da coligação Trabalho e Superação, encabeçada pelo candidato à reeleição ao Governo do RN, Robinson Faria (PSD), e seu vice, Tião Couto (PR). A manifestação de apoio e carinho ocorreu em três cidades e terminou em um grande comício em Passa e Fica.

Durante à tarde, antes do comício, Robinson esteve em Goianinha. O que era para ser uma reunião política se tornou um grande encontro popular em que a população local aclamou Robinson como futuro governador, em uma demonstração de prestígio do candidato-governador junto ao prefeito Berg Lisboa (PSD), que destacou inúmeras bem feitorias que Robinson realizou no município, proclamando em seguida a vitória da coligação 55 nas eleições. “Peço a cada um que multiplique seu voto, valorizando quem valorizou e vai valorizar ainda mais a gente”.

Leia maisCaravana da Verdade mobiliza cidades do Agreste no domingo

TSE corta 790 promotores e juízes e poupa R$ 61,4 mi

RN perdeu nove juizes e promotores

Sob a justificativa de economizar R$ 61,4 milhões neste ano e corrigir distorções do número de eleitores, o Tribunal Superior Eleitoral cortou 395 juízes e 395 promotores que atuariam nas eleições.

A medida sofre críticas de magistrados e representantes do Ministério Público, que apontam sobrecarga e menos fiscalização como consequências dos cortes. Por outro lado, juízes e promotores recebem, além do salário, uma gratificação para atuar na Justiça Eleitoral.

Até o ano passado, havia 3.040 zonas eleitorais em todo o país, cada uma com um juiz e um promotor, de acordo com o tribunal. Com as extinções, agora são 2.645.

Segundo a Folha de São Paulo, o Rio Grande do Norte contava com 69 zonas eleitorais e agora tem apenas 60, perdendo 9 (nove) juízes e promotores.

“Esta eleição vai mostrar que haverá um aumento da impunidade nos casos de crimes eleitorais e de abuso de poder econômico ou político. Se você tem um promotor ou um juiz próximo, inibe a articulação desses crimes e abusos”, diz Benedito Torres Neto, presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça do Ministério Público dos Estados e da União.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: