General Franklimberg volta à presidência da Funai

Resultado de imagem para General Franklimberg volta à presidência da Funai

O general Franklimberg Ribeiro de Freitas voltará a ser presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai). A escolha foi feita por Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ao qual a Funai está vinculada. Franklimberg esteve na semana passada com Damares Alves, em Brasília. A informação foi confirmada ao Estado por meio de assessores da ministra.

Franklimberg deixou o cargo da Funai em 19 de abril do ano passado, após o então presidente Michel Temer receber uma carta com cerca de 40 assinaturas de parlamentares ruralistas, pedindo a sua saída do órgão. Ele ocupava o cargo desde janeiro de 2017. Naquela ocasião, sua chegada ao órgão causou polêmica, devido à entrada de militares nos cargos de chefia da Funai. 

Freitas admitiu ao Estado que, naquele momento, vinha enfrentando uma forte pressão e que não lhe restava outro caminho. Uma das principais influencias sobre o órgão vinha do então deputado André Moura (PSC-CE). Cerca de 40 deputados e senadores da bancada ruralista chegaram a apresentar uma carta ao ex-presidente Temer, solicitando a demissão do servidor, sob o argumento de que o atual presidente da Funai não tem colaborado com o setor. André Borges, O Estado de S.Paulo

Leia maisGeneral Franklimberg volta à presidência da Funai

Luizinho quer retomar a prefeitura de Carnaubais com apoio da governadora

Resultado de imagem para fatima e luizinho
Luizinho com chances de derrotar o prefeito de Carnaubais com apoio da governadora

O prefeito de Carnaubais Thiago Meira entrou numa enrascada danada após a decisão de trocar um emprego para sua esposa no gabinete do deputado George Soares para apoiar a sua reeleição e agora vai enfrentar um adversário que pode inclusive derrotá-lo e impedir sua permanência no comando e controle da Prefeitura para a família Cavalcanti.

No governo de Fátima Bezerra, do PT, o ex-prefeito Luizinho Cavalcanti com sua nomeação para o cargo de Coordenador Operacional de Desenvolvimento Social, da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS) , ganhou força e prestígio político para que os Cavalcanti voltem ao poder após um tempo de afastamento. O fim do prefeito Thiago no poder estão com os dias contados.

Com apoio do governo do PT, o ex-prefeito Luizinho começará um trabalho de fortalecimento político para enfrentar a máquina da Prefeitura de Carnaubais com a força do Governo do Estado. Luizinho ainda definiu o nome, mas o vereador e seu irmão Nicolau Cavalcanti é cotado para ser o candidato a prefeito do grupo de oposição para derrotar o prefeito Thiago Cavalcanti.

Comenta-se nos bastidores que o atual líder do Governo do RN e o deputado George Soares que assiste calado e de mãos atadas, vai ter que enfrentar a governadora Fátima Bezerra que apoiará o grupo de Luizinho na disputa pela Prefeitura de Carnaubais nas eleições para prefeito em 2020.

Batata não consegue explicar os cheques apreendidos em seu poder

Ainda de acordo com o MPRN, “o envolvimento de Robson de Araújo com o esquema fraudulento começou antes mesmo de ser empossado prefeito de Caicó, ainda em novembro de 2016. A investigação sobre a participação do prefeito foi iniciada após os empresários Allan Emannuel Ferreira da Rocha e Felipe Gonçalves de Castro, presos na operação Cidade Luz, firmarem termo de colaboração premiada com o MPRN”.

Nas delações, Allan Emannuel e Felipe Gonçalves admitiram e apresentaram provas que negociaram com Robson Batata a continuidade da prestação dos serviços de manutenção da iluminação pública mediante pagamento de propina. Eles batizaram de ‘lâmpada’ cada pagamento de R$ 1 mil que era efetuado.

Leia maisBatata não consegue explicar os cheques apreendidos em seu poder

Bolsonaro revoga nomeações de Temer e diminui poder do Senado

O presidente Jair Bolsonaro revogou as nomeações do ex-presidente Michel Temer para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Os novos nomeados foram publicados no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 14.

Na medida provisória publicada no dia 1° de janeiro, Bolsonaro havia revogado a exigência de o Senado sabatinar os diretores. Assim, os quatro nomeados hoje não precisarão de escrutínio dos senadores.

A revogação da sabatina dos diretores está no art. 85, II, c, que revoga o art. 88, parágrafo único, da Lei 10.233. “Os diretores deverão ser brasileiros, ter idoneidade moral e reputação ilibada, formação universitária, experiência profissional compatível com os objetivos, atribuições e competências do DNIT e elevado conceito no campo de suas especialidades, e serão indicados pelo ministro de estado dos Transportes e nomeados pelo presidente da República”, diz o texto.

Assim, o Senado perdeu a prerrogativa de sabatinar tais indicações. Há apenas cinco meses no cargo, o diretor-geral José da Silva Tiago foi substituído pelo general Antônio Leite dos Santos Filho. Na diretoria-executiva, sai Halpher Luiggi Mônico Rosa e entra Andre Kuhn. Para a área de administração e finanças, o então diretor Mauro de Moura Magalhães passa a cadeira para Marcio Lima Medeiros. Já a diretoria de Infraestrutura Aquaviária sai das mão de Erick Moura de Medeiros para Karoline Brasileiro Quirino Lemos.

As diretorias de Infraestrutura Rodoviária, de Infraestrutura Ferroviária e de Planejamento e Pesquisa não tiveram seus comandos alterados.

(Naira Trindade e Luci Ribeiro) – O Estado de São Paulo

Terrorista Battisti que ganhou asilo político de Lula chega a Roma

Terrorista Cesare Battisti é escoltado por policiais em sua chegada a Roma

O terrorista Cesare Battisti, 64, protegido do PT que ganhou status de refugiado político concedido pelo então ministro da Justiça do Brasil, o petista Tarso Genro, desembarcou no aeroporto de Ciampino, em Roma, um dos mais longos e complexos casos da diplomacia italiana.

No último dia do mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2010, o então presidente concedeu asilo político a Battisti.  Após quase 38 anos de fuga e refúgio em países como França, México e, por último, Brasil, Battisti começará hoje a cumprir a pena de prisão perpétua pelos quatro assassinatos (dois deles com participação direta) no qual foi condenado.

Os ministros do Interior, Matteo Salvini, líder da Liga, partido de extrema-direita e hoje o político mais popular da Itália, e da Justiça, Alfonso Bonafede, foram ao aeroporto para recepcionar os policiais italianos envolvidos na captura de Battisti, na madrugada deste domingo, na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra.

terrorista será levado para a penitenciária de Rebibbia, no bairro romano de mesmo nome, distante 20 quilômetros de Ciampino. Lá, segundo confirmou o governo, ele ficará numa ala de segurança máxima, os primeiros seis meses em isolamento —seguindo as regras dos condenados à prisão perpétua.

No RN, Fátima sabe pedir mas não ajuda Bolsonaro, diz presidente do PSL

O presidente do PSL no Rio Grande do Norte, defendeu Carlos Eduardo Alves ao Governo do RN.

O presidente estadual do PSL, coronel Hélio Oliveira, e o deputado federal eleito pelo partido, General Girão, durante entrevista à Rádio 95 FM, criticaram a governadora Fátima Bezerra (PT). Coronel Hélio disse que a petista sabe pedir, mas não ajuda o Governo Federal. 

General Girão fez observações críticas à governadora Fátima Bezerra em entrevista à TRIBUNA DO NORTE. General Girão disse que Fátima Bezerra não esteve em reuniões convocadas pelo presidente com governadores.

O deputado eleito também defendeu que a governadora deixe os interesses partidários para trás e priorize as necessidades do Estado.

“O presidente Bolsonaro já afirmou que não haverá distinção entre os estados e que o Nordeste será sua prioridade”, disse o presidente do PSL.

PM aposentado morre baleado na frente da mulher

Cícero Melo Geminiano tinha 55 anos — Foto: Arquivo Pessoal

Um cabo da Polícia Militar aposentado morreu na noite neste domingo (13) após ser atingido por três tiros na calçada de uma lanchonete. Cícero Melo Geminiano, de 55 anos, estava ao lado da mulher dele quando foi baleado. Ele ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a PM, o assassino se aproximou do casal e disse ao policial: ‘perdeu, perdeu’. Em seguida, atirou três vezes. A mulher não foi baleada.

Cícero foi atingido no rosto, no pescoço e no tórax. Ele ainda foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento, e em seguida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda de acordo com a PM, Cícero ainda sacou sua arma na tentativa de se defender, mas não deu tempo de atirar no bandido. O assassino fugiu sem levar nada. G1 RN

Vetada para o hospital regional, Luidina desiste para ‘mortos de fome’

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, atividades ao ar livre
No centro da foto Liduina que é também enfermeira do Samu, foi sarcática e virulenta contra quem disputa a direção geral do hospital regional

Apesar de vetada pela cúpula que comanda a saúde no governo do prefeito Gustavo Soares e também por petistas do município aliados da governadora Fátima Bezerra, a diretora-geral do Pronto Socorro Municipal – PSM, Liduina Melo, afilhada e protegida especial do super secretário Nuilson Pinto, desistiu de briga para ser nomeada na direção geral do Hospital Regional Regional Dr Nelson Inácio.

Linduina conquistou inimigos invejosos e poderosos dentro do grupo governista que usam a máquina da saúde municipal como biró político em Triunfo Potiguar e deverá deixar o posto de direção do PSM, após a futura entrega da UPA que a administração passada deixou com 95 por cento concluída e vem se arrastando durante dois anos, sem resolutividade nenhuma, mas que de acordo com previsão otimistas vai funcionar em breve inclusive com o PSM que hoje funciona no hospital regional.

Depois que foi fazer medicina em Natal, Linduina vem despertando inveja no grupo de George Soares e ela postou um recado nas redes sociais que “quando o prato é muito disputado, a gente deixa para quem está passando fome”, sem revelar a quem se refere nominalmente, mas com certeza foi para os que estão brigando por cargos no hospital regional e o PMS.

George Soares quer ser o pai da UTI e da melhoria da Saúde em Assú

George Soares, do PR, ja começa a querer ser o pai da UTI em Assú

A saúde em Assú vai melhorar, mas não é por determinação exclusiva da governadora Fátima Bezerra ou do secretário estadual de Saúde Cipriano Maia. Pelo menos é o que vem pregando o líder do Governo do RN e deputado George Soares que garante as vindas das melhorias a pedido e empenho do mandato dele em primeiro lugar.

George Soares, usa o verbo na primeira pessoa do singular e diz que as ações para implantação da UTI estão avançadas com mais de 50 por cento depois que ele passou a agir. Porem, usa a primeira pessoa do plural nós para garantir que vamos botar 10 leitos no hospital regional do Assu, deixando confusos os ouvintes da Princessa, emissora que seu pai e mãe são sócios e fechou contrato de propaganda por quase R$ 200 mil reais.

No governo Robinson Faria, o deputado George Soares, discursava como se fosse o governador e o pai do deputado federal Fábio Faria, permitia essa postura de um parlamentar que agiu como governista na Assembléia e nos microfones da Princesa, falava como se fosse da oposição. Ele só não fez inaugurar, mas pintou o bordou para depois se jogar nos braços de Fátima.

Agora, ele vem intensificando o seu trabalho para faturar popularidade como líder do governo e deixando a governadora em segundo plano nas mudanças anunciadas para melhorar a saúde. Ivan Júnior aceitou apoiar Fátima no segundo turno pedindo uma UTI e George quer impedir isso falando que é ele o pai da criança.

Por mais poder no RN, João Maia, vira a casaca outra vez

João Maia afirma que recebeu a denúncia “sem surpresa”, mas diz estar “indignado”

Após se apegar aos governos como carrapato desde que se elegeu deputado federal pela primeira vez depois de atuar como secretário de Desenvolvimento Econômico da ex-governadora Wima de Faria, o presidente regional do PR e irmão da senadora Zenaide Maia e atual deputado João Maia voltou a virar a casaca e já sinaliza e acena para apoiar a governadora Fátima Bezerra, do PT.

De olho na sucessão do governo do RN nas eleições de 2022, ele que já se aproximou do governo Bolsonaro, passou a defender que a bancada do Rio Grande do Norte na Câmara e no Senado defina uma agenda comum de reivindicações para o Estado junto ao governo federal, em artigo publicado na Tribuna do Norte.

Agindo como grande líder político com capacidade de agregar e unir, Maia com aval da irmã senadora e do seu cunhado Jaime Calado, emplacado como atual secretário de Desenvolvimento Econômico no governo do PT, começa a se apresentar como o único com idéias inovadoras, assim como fez na defesa da construção da duplicação da Reta Tabajara e outras promessas paradas ou não cumpridas.

Sem acusar ou dizer nomes e crítica ácida sutil, João vende a imagem de o novo Messias da política do RN, quer uma agenda com reivindicações estratégicas para o estado em Brasília, como se os pleitos dos parlamentares antes não fossem suficientes para “fazer frente aos nossos problemas estruturais e, também, às potencialidades econômicas que temos aqui”

Disputa por cargos ameaça favoritismo de Maia na Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante entrevista Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados/02-01-2019

A negociação em torno de cargos na mesa diretora e no comando de comissões na Câmara dos Deputados gerou uma dispersão, na última semana, do apoio em torno de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente que tenta a reeleição. Ele mantém o favoritismo, mas deve contar com alguma oposição na casa.

Com a promessa de entregar a primeira vice-presidência para o PRB e a segunda para o PSL, o líder do PP, Arthur Lira (AL), se sentiu preterido e decidiu lançar uma candidatura própria. O MDB também desembarcou e deve manter duas candidaturas avulsas, as de Alceu Moreira (RS) e Fábio Ramalho (MG). As duas vice-presidências são, hoje, do PP e do MDB.

— Houve um movimento de PR, PRB e PSD para isolar o MDB. E isso não aceitamos — disse Baleia Rossi (SP), líder do MDB na Câmara. — Mas não tem nada a ver com governo. Nossa bancada tem compromisso com a pauta econômica que vai resgatar os empregos de que os brasileiros tanto precisam.
Natália Portinari e Bruno GóesO Globo

Leia maisDisputa por cargos ameaça favoritismo de Maia na Câmara

Governo brasileiro diz à ONU que Lula quer enganá-la

SÃO PAULO, SP, BRASIL, 28.01.2018 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante entrevista exclusiva à Folha, realizado no Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, na zona sul de São Paulo (SP). (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1802281444286614

A peça apresentada ao Comitê de Direitos Humanos afirma que o petista pretende confundir e enganar o colegiado ao apontar direcionamento da Justiça e diz que a alegação de perseguição política é uma afronta às instituições.

O governo brasileiro fez uma defesa enfática da atuação de Sergio Moro e da Lava Jato em documento enviado à ONU contra ação movida pelo ex-presidente Lula no organismo internacional.

O texto sustenta que a acusação de parcialidade de Moro é infundada.

O ex-presidente diz que seus direitos constitucionais, como liberdade de expressão e de exercício político, estão sendo infringidos. O governo brasileiro refuta. Afirma que o petista falta com a seriedade ao alegar perseguição e lembra que a Lava Jato atingiu pessoas de diferentes espectros partidários, citando Aécio Neves (PSDB) e Sérgio Cabral (MDB) como exemplos.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: