Anvisa autoriza testes para outra vacina contra covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a empresa chinesa Sinovac Biotech a realizar testes para uma nova vacina contra o novo coronavírus. O teste da vacina deve ser feito em 9 mil pessoas, nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal.

O estudo aprovado pela Anvisa se refere a um ensaio clínico fase III duplo-cego, controlado com placebo. Antes de dar a autorização, a agência analisou as fases anteriores de teste da vacina. Foram realizados estudos não-clínicos em animais, cujos resultados demonstraram que a vacina apresenta segurança aceitável. A vacina é feita a partir de cepas inativadas do novo coronavírus.

O termo “ensaio clínico” se refere aos estudos de um novo medicamento realizados em seres humanos. A fase clínica serve para validar a relação de eficácia e segurança do medicamento e também para validar novas indicações terapêuticas.

Este é o segundo teste de vacina contra covid-19 realizado no Brasil. O primeiro, desenvolvido pela universidade de Oxford, no Reino Unido, tem sido realizado em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com participação do grupo farmacêutico Astrazeneca. Essa vacina já se encontra em estágio mais avançado de testes e há possibilidade de ser distribuída à população ainda este ano.

Eudiane Macedo ressalta importância de base do Samu para Baía Formosa

As melhorias na saúde pública têm sido uma preocupação constante do legislativo, principalmente nesse momento de crise sanitária e, nesse sentido, a deputada estadual Eudiane Macedo (Republicanos) requereu ao Governo do Estado, especificamente à Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte, a implantação de uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), no município de Baía Formosa.

“Solicito que seja instalada uma base do SAMU na localidade para atender com presteza e agilidade as ocorrências naquela região, resguardando assim, a vida dos munícipes e turistas”, explicou a parlamentar.

A cidade de Baía Formosa possui nove mil habitantes, está localizada a cerca de 90 km de distância de Natal, na divisa do Estado do Rio Grande do Norte com a Paraíba, e é um dos destinos mais visitados no estado, por ser uma praia turística.

George anuncia desistência do prefeito Gustavo Soares porque aceitação e a vitória de Ivan é irreversível


Como acontece sempre quando se tem um fantoche, quem fala é quem comanda, e não poderia ser diferente na entrevista do prefeito Gustavo Soares hoje na rádio Princesa, quem iniciou a entrevista e já fez o anúncio, foi o deputado George Soares, da desistência do seu irmão na disputa pela Prefeitura do Assú em novembro de 2020.

Depois de George fazer o velho blablablá, acusando os outros do que ele e seu irmão não fazem pelo munícipio, foi que Gustavo finalmente falou, alegando que sua vida está acima da política, e que ele não é político, por isso, vai preferir seguir a vida dele na capital do estado, cercado de luxo e mordomias, pelo menos até dezembro.

No longo “blablablá” eles disseram que o grupo ainda não tem nome pra enfrentar Ivan Júnior, mas que quem for o escolhido, terá o super apoio do prefeito ausente Gustavo. O que eles não contaram é que Gustavo demorou demais pra anunciar a desistência, com isso tirou a sonho do pavão Nuilson Pinto, de ter a chance de concorrer a prefeito.

Pois em meio à crise que o município vive e o desgaste da gestão, é provável que o aliado nem aceite o apoio do prefeito, temendo que ele mais atrapalhe do que ajude.

O prefeito e o deputado, criticaram as pesquisas que apontam a vitória de Ivan Junior nas eleições, e não falaram no medo que eles tem de que as pesquisas mostram que a derrota de Gustavo é algo irreversível em face ao seu desgaste político e sua ausência na cidade.

O ex prefeito Ivan Júnior se fortaleceu muito ao longo desses quatro anos, porque reside na cidade, e é sempre presente em discussões, e no dia a dia na cidade do Assú.

Agora resta saber quem será o premiado, que aceitará ser apoiado pela dupla dinâmica, e ganhar sem se esforçar todo o desgaste da gestão do jacarezinho.

MPF, MPT e MP/RN afirmam que a decisão de reabertura das atividades econômicas não foi respaldada por dados científicos consistentes

MPF recomenda que MEC suspenda as inscrições do Sisu 2020

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN), o Ministério Público do Trabalho no estado (MPT/RN) e o Ministério Público estadual (MP/RN) emitiram nota à sociedade potiguar, nesta sexta-feira (3). De acordo com a nota, “a decisão de reabertura das atividades econômicas proposta pelo Estado do Rio Grande do Norte e pelo Município de Natal/RN não foi respaldada por dados científicos consistentes”.

Confira a nota na íntegra, logo abaixo (clique em leia mais).

Leia maisMPF, MPT e MP/RN afirmam que a decisão de reabertura das atividades econômicas não foi respaldada por dados científicos consistentes

Toffoli deve decidir rito de depoimento de Bolsonaro sobre interferência na PF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, será o responsável por atender ou não o pedido do Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, para que o presidente Jair Bolsonaro possa escolher se prestará depoimento no inquérito sobre suposta interferência política na Polícia Federal de forma escrita ou presencial.

A petição foi protocolado na quinta-feira (2), durante o recesso do STF, o que fez com que a matéria não fosse encaminhada para o gabinete do relator Celso de Mello e sim para o responsável pelo plantão, que é Toffoli. As informações foram publicadas pela CNN Brasil.

Caso o presidente da Suprema Corte opte por aguardar o fim do recesso, em agosto, a decisão será tomada por Celso de Mello. Em outros casos semelhantes, Celso decidiu que os investigados não poderiam ser ouvidos por escrito.

Leia maisToffoli deve decidir rito de depoimento de Bolsonaro sobre interferência na PF

Pressão evangélica e olavista contra Feder no MEC cresce nas redes sociais

Na manhã de sexta-feira (2) o nome de Renato Feder era dado como certo para assumir o comando do Ministério da Educação após a saída de Carlos Alberto Decotelli. Aliados do presidente e do governador Ratinho Júnior (PSD), do Paraná, onde Feder é secretário de Educação, acreditavam que a nomeação poderia acontecer ontem mesmo. A situação mudou de contorno após os setores de apoio ao governo ligados aos evangélicos e a Olavo de Carvalho apresentarem resistências. Na manhã deste sábado (4), a oposição a Feder era um dos principais assuntos no Twitter.

Diversos posts com a hashtag #FederNaoBolsonaro começaram a ser publicados no começo da madrugada deste sábado. O tom principal das críticas é de que Feder é alinhado a nomes associados ao establishment, que a base ideológica do bolsonarismo tem como importante inimigo.

Leia maisPressão evangélica e olavista contra Feder no MEC cresce nas redes sociais

TCE suspeita de superfaturamento na compra de respiradores pelo Butantan

Vunesp é escolhida como banca organizadora do novo concurso do TCE/SP

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo investiga a compra de 1,5 mil ventiladores pulmonares turcos pela Fundação Butantan, diz a Crusoé.

A suspeita é a de que o sobrepreço na aquisição dos equipamentos pode passar de R$ 44 milhões, segundo relatório de fiscalização da corte.

O contrato de R$ 176 milhões foi firmado com dispensa de licitação em março deste ano. No dia 12 de junho, 650 aparelhos chegaram ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas, e foram repassados a hospitais do SUS.

O valor unitário da aquisição dos ventiladores foi de R$ 117 mil. Uma pesquisa de preços do TCE, porém, encontrou o mesmo produto sendo negociado a R$ 88 mil.

O antagonista

Investidores buscam oportunidades no Brasil com pandemia e juro baixo

Cultura de investimentos na sua empresa- Fluxo Consultoria

A crise derivada da pandemia do coronavírus derrubou os níveis de investimento e o número de fusões e aquisições no país, que vinham em ritmo acelerado. No entanto, abriu espaço para investidores qualificados, com caixa e visão de longo prazo.

Esse grupo reúne fundos institucionais e os chamados family offices, empresas fechadas que fazem a gestão de patrimônio de famílias ricas, além de grandes grupos que querem ampliar presença nos setores em que já atuam.

Eles têm ido às compras em setores que consideram estratégicos, seja porque mantêm demanda mesmo durante a recessão, seja porque têm ativos com preço baixo e boas perspectivas de retomada pós-pandemia.

Na lista de segmentos que despertam interesses, estão saúde, educação, agronegócio, tecnologia e infraestrutura, com destaque para saneamento e redes de telecomunicação.

O movimento de fusões e aquisições havia começado 2020 em ritmo acelerado. Foram 89 transações no mês, 68% a mais que a média dos últimos cinco anos. Mas o ritmo de negócios sofreu desaceleração com o agravamento da pandemia, de acordo com a PwC Brasil, que monitora os negócios anunciados.

O total de transações chegou ao seu índice mais baixo em abril. Foram 46, queda de 21% em relação ao mesmo mês de 2019. Porém, o número voltou a crescer em maio, quando foram divulgadas 59 transações. No acumulado do ano, há estabilidade em relação a 2019.

Leia maisInvestidores buscam oportunidades no Brasil com pandemia e juro baixo

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: