Ronaldo Soares faz um festão de casamento cercado de luxo em JP em meio a sofrimento de enfermos da COVID

Enquanto dezenas de famílias choram mortes e enfermos há quase um mês provocados pelo COVID em Assú, o ex prefeito Ronaldo quer mesmo é esbanjar riqueza e luxo, e não estando nem ai para as enfermidades, e se casa com a noiva Daniela Leite em João Pessoa.

E com direito a festão, Ronaldo sepulta de vez sua ligação com a ex-esposa Rizza Montenegro, acabando de uma vez por todas com o elo que o deixava refém dos Montenegros.

Se não bastasse, o velho jacaré não tem o mínimo de bom senso, se tivesse, Ronaldo não se casaria com direito a
tanto luxo, pois deveria lembrar o momento delicado que todos vivem no país, mas como ele não está nem aí e seguindo o exemplo do filho, se casou em grande estilo, só que em João pessoa, num dos metros quadrados mais caros e  sofisticados, de frente pro mar.

Hoje, o errado não é você casar e formalizar uma união, o errado é promover uma festa com tanto luxo enquanto pessoas próximas a ele, sofrem em camas de hospitais, e alguns até em corredores. O momento de tanta dor e
sofrimento não permitiria que ele promovesse a festa, mas como bom senso e respeito não nasceram para todos, a família Soares curtiu muito a festona, que deve ter sido paga com o salário do gabinete em Brasília que Daniela recebe.

Presidente da Assembleia Legislativa apresenta produtividade da Casa em 2020

Em um ano historicamente atípico, no qual pessoas e instituições precisaram se reinventar em minúsculo intervalo de tempo, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) se tornou exemplo de produtividade ao aliar a tecnologia ao seu cotidiano de uma maneira ainda mais pujante. Ao todo, a produção legislativa teve 2.677 processos entre novas proposições, matérias aprovadas, leis ordinárias, decretos legislativos, leis complementares e resoluções apreciadas.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), detalhou a produção, mesmo em ano de pandemia. Segundo os dados compilados pela Diretoria Legislativa da ALRN, a pedido do presidente, a atuação remota não foi entrave na continuidade à atividade legislativa. Prova disso é que o mês de abril, já com restrições impostas pelo distanciamento social, foi o mês com maior produção, com 339 processos com entrada na Casa.

“A Casa teve que se reinventar e conseguiu avançar na produção, inclusive sobre temas importantes, como reforma previdenciária e no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Foi um esforço coletivo dos 24 deputados e servidores do Legislativo, que se tornou referência no país”, disse Ezequiel Ferreira.

Desde o início do ano, foram 2.677 processos legislativos, com destaque para os 2.076 requerimentos referentes às mais diversas áreas. Além disso, mais de 300 projetos de lei foram apresentados, assim como 16 projetos de leis complementares, 27 projetos de resolução e duas propostas de Emenda Constitucional.

Ainda neste ano, os parlamentares chegaram a propor 37 audiências públicas para tratar dos mais diversos temas. Contudo, com a pandemia, boa parte das audiências foram suspensas no modo presencial, mas a tecnologia e o trabalho integrado dos setores da Casa Legislativa conseguiram viabilizar 11 audiências com o público participando remotamente, além das discussões dentro das comissões temáticas da Assembleia.

Leia maisPresidente da Assembleia Legislativa apresenta produtividade da Casa em 2020

Orçamento do RN para 2021 é aprovado com 428 emendas parlamentares

Com uma proposta orçamentária em torno de R$ 13,2 bilhões em receitas e um déficit de cerca de R$ 920 milhões, foi aprovada, pelos deputados estaduais, a proposta de Lei Orçamentária Anual para 2021, do Governo do Estado, na sessão plenária desta terça-feira (29). A proposta foi aprovada à unanimidade dos parlamentares, com 19 votos favoráveis. Também foi aprovado destaque proposto pelo deputado George Soares (PL), mantendo os 15% solicitados pelo Executivo para o remanejamento de recursos. A sessão foi iniciada pela manhã, transcorreu pela tarde e ocorreu de forma híbrida, com os parlamentares do grupo de risco à covid-19 participando de forma remota.

O deputado Getúlio Rêgo (DEM), relator da matéria, fez a leitura de seu relatório expondo os percentuais propostos para as áreas prioritárias, assim como enalteceu a iniciativa dos parlamentares na destinação de recursos para setores que julgaram importantes. Ao todo, 428 emendas foram encartadas. O relator também externou o agradecimento aos colegas parlamentares e assessores da CFF pelo empenho na elaboração do documento. Ao presidente da comissão, deputado Tomba Farias (PSDB), Getúlio Rêgo destacou sua interlocução com o Governo em busca de mais informações para subsidiar a análise da matéria.

Durante a apresentação do relatório, o deputado fez um amplo panorama sobre a situação financeira do Estado e elogiou o percentual destinado para a pasta da Segurança Pública (16,64%, ou R$ 1,357 bilhão), acima do exigido constitucionalmente, mas ponderou que esperava mais recursos para a área de Saúde. “Infelizmente, com a Saúde (13,22%, cerca de R$ 1,320 bilhões), o Governo não foi tão sensível como deveria, pois estamos numa profunda crise no atendimento à saúde da população”, destacou o deputado. Os percentuais determinados por lei para Educação também foram superados, com previsão de R$ 2,4 bilhões para 2021, o equivalente a 25,66% do orçamento.

Durante seu voto, o deputado ainda destacou que o Rio Grande do Norte vive, em sua opinião, “uma escassez de expectativas quanto à ausência de recursos novos”, e comparou o estado com o Ceará. De acordo com os dados apresentados, o Rio Grande do Norte possui apenas um processo referente a crédito externo, no valor de R$ 186 milhões, enquanto o Ceará possui registro de diversas operações que totalizam mais de R$ 1,6 bilhão.

Alguns pontos foram alvo de polêmica, como o montante de R$ 19,35 milhões destinados à Comunicação e Publicidade.  O deputado Nelter Queiroz (MDB) e deputado Coronel Azevedo (PSC) criticaram o valor.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), parabenizou o relator da matéria na Comissão de Finanças e Fiscalização e aos demais membros e assessores da Comissão pelo trabalho e dedicação na elaboração do relatório. “O deputado Getúlio Rêgo (DEM) usou toda sua competência e capacidade técnica, por isso quero saudá-lo e a todos que se dedicaram, dia e noite, para concluir com muita competência esse trabalho”, afirmou.

Ontem (28), o relatório foi aprovado à unanimidade dentro da comissão. Getúlio explicou que, através das emendas individuais, serão destinadas principalmente as obras de infra-estrutura, como pavimentação, drenagem, ampliação e reforma de unidades de saúde, destinação de recursos para instituições de reconhecido interesse público, entre outras áreas que incluem municípios não contemplados com a proposta original.

Leia maisOrçamento do RN para 2021 é aprovado com 428 emendas parlamentares

Reino Unido aprova a vacina da Oxford, a maior aposta do programa de imunização do governo Bolsonaro

A vacina da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca Foto: Dado Ruvic / REUTERS

O Reino Unido aprovou nesta quarta-feira (30) a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca para uso na população. O país é o primeiro a conceder a aprovação. A previsão é de que as perimeiras doses comecem a ser aplicadas já na próxima segunda-feira em grupos de risco, que serão prioritários. É o segundo imunizante aprovado pelos britânicos; o primeiro foi o da americana Pfizer, que já começou a ser aplicado em grupos com prioridade no Reino Unido, primeiro país a conceder a autorização.

A vacina de Oxford-AstraZeneca também é uma das quatro testadas no Brasil e é a maior aposta do governo Bolsonaro, que fechou contrato de compra e de transferência de tecnologia do imunizante, para produção em solo brasileiro pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A aprovação da vacina ocorre em meio ao surgimento de uma nova variante do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Inglaterra, que pode ser mais contagiosa do que as anteriores.

A aprovação da vacina de Oxford é considerada essencial porque ela pode ser mantida em temperaturas normais de refrigeração, de 2ºC a 8ºC. A da Pfizer, por outro lado, precisa ser armazenada a -70ºC, o que representa um problema de logística para muitos países – inclusive o Brasil.

Leia maisReino Unido aprova a vacina da Oxford, a maior aposta do programa de imunização do governo Bolsonaro

DA MESMA LAIA: Vereadora eleita Karielle Medeiros supostamente é réu confesso em crime eleitoral

A prima da trupe dos Soares, que inclui o deputado George Soares, o prefeito Gustavo Soares e seu pai Ronaldo, eleita vereadora pela “rabeira”, Karielle Medeiros, não tem como negar que faz parte da “mesma laia” dos Soares.

Karielle Medeiros deu uma entrevista e Lucilio Filho de forma “maliciosa”, conduz a conversa e ela cai como um patinho, dando uma colaboração com detalhes enriquecedores do suposto crime eleitoral cometido, durante as eleições no dia 15 de novembro, no qual a mesma confessou está ciente do transporte dos eleitores de Mossoró para Assú.

Os detalhes foram que seu esposo, ficou sabendo que existiam 5 pessoas da cidade de Mossoró que votavam na cidade de Assú, e que ele fez questão de ir até a cidade de Mossoró para pegar os eleitores.

De acordo com o código eleitoral, “é vedado aos candidatos ou órgãos partidários, ou a qualquer pessoa, o fornecimento de transporte”, que pode levar até de quatro a seis anos e pagamento de 200 a 300 dias multas.

A vereadora da “rabeira” eleita, Karielle Medeiros, parece que aprendeu direitinho com seus primos e seu pai, de como alcançar um cargo a todo custo, mas o Ministério Público já deve está de olho e a vereadora da “rabeira”, pode se complicar com sua conduta de ser conivente com o transporte ilegal de passageiros para a votação. Escute o áudio aqui.

Orla de Natal permanece aberta para réveillon, mas prefeitura determina fechamento de quiosques às 18h

Orla de Natal vai permanecer aberta durante réveillon, segundo prefeitura — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Apesar de proibir a realização de eventos com mais de 50 pessoas e cancelar a tradicional queima de fogos patrocinada pelo poder público na virada de ano para 2021, a Prefeitura de Natal decidiu que vai manter a orla de Natal aberta no réveillon. Por outro lado, os quiosques só poderão funcionar até às 18h, nesta quinta-feira (31), para evitar aglomerações.

Instalação de mesas e cadeiras também estará proibida, de acordo com a secretaria de meio ambiente e urbanismo. Caso a situação fique “fora de controle”, agentes de trânsito deverão fechar os acessos às praias, segundo informou o secretário adjunto de Mobilidade, Walter Pedro.

As informações foram divulgadas após uma reunião entre órgãos municipais e estaduais que discutiu a fiscalização que será realizada quanto às medidas de prevenção à covid-19.

A prefeitura e o governo do estado prometem fortalecer a fiscalização para conter aglomerações em locais públicos e privados. Pelo menos 22 viaturas das polícias, guarda municipal e fiscalização do município vão percorrer corredores de bares, restaurantes e casas de shows.

Policiais militares no calçadão de Ponta Negra, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Policiais militares no calçadão de Ponta Negra, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Os estabelecimentos já começam a ser vistoriados nesta quarta-feira (30). Os fiscais vão observar o cumprimento do decreto municipal publicado no dia 24 de dezembro, que proíbe eventos com mais de 50 pessoas e determina limite de 8 pessoas por mesa, desde que do mesmo núcleo familiar, além de distanciamento social.

De acordo com o supervisor geral de Fiscalização Ambiental do município, Leonardo Almeida, os estabelecimentos que descumprirem as regras poderão receber multas de até R$ 40.260 e serem denunciados por desobediência, crime ambiental e contra a saúde pública.

As secretarias municipal e estadual de segurança já receberam denúncias de destas de réveillon e eventos com venda de ingressos. Nesta terça-feira (29), uma reunião entre as as secretarias definiu que várias forças policiais vão atuar juntas para coibir os excessos nesses locais e eventos.

“Constatada irregularidade, as pessoas vão ser orientadas a encerrar a festa. Caso insistam, as pessoas serão detidas e conduzidas à delegacia”, disse o secretário de Segurança do RN, Francisco Araújo.

G1RN

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: