Empresário de Jucurutu invade terreno do Dnocs destinado a construção de uma escola

O empresário do Grupo Massas de Jucurutu, Lisandro Lopes Araújo Medeiros, acusado por técnicos do DNOCS de se apossar ilegalmente do patrimônio público na comunidade de Pedra do Navio no município de Jucurutu, destinado para construção de uma Unidade de Ensino Fundamental, vai responder civil e criminalmente por sua atuação como posseiro com a finalidade de construir uma área de lazer particular nas terras do governo. VEJA AQUI

Após constatar a irregularidade durante uma visita in loco determinada pelo Coordenador Estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), José Eduardo Alves Walderley, realizada nos dias 06 e 07 de fevereiro, a construção da obra ilegal no terreno, foi embargada, apesar de  Lisandro se recusar a assinar o Termo de Auto de Embargo. VEJA AQUI

Segundo relatório, o empresário Lisandro Lopes que age como posseiro, invadiu e construiu muros em torno de uma área de aproximadamente 4.328 metros quadrados que já tinha sido solicitada pela Prefeitura de Jucurutu para a implantação de uma Escola de Ensino Fundamental.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: