fbpx

Polícia Federal apura atuação do Planalto na organização dos protestos de 7 de setembro

A PF (Polícia Federal) investiga se a Presidência da República está envolvida na organização e no financiamento de manifestações em 7 de setembro. Os protestos estão sendo divulgados por aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e devem ser realizados em diversas localidades do Brasil.

A CNN Brasil teve acesso a depoimentos de alvos da operação deflagrada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes na última 6ª feira (20.ago.2021). Entre os assuntos abordados estavam a realização de encontros com membros da cúpula do Palácio do Planalto e se eles teriam relação com manifestações programadas para o Dia da Independência.

Um dos alvos da operação foi Marcos Antonio Pereira Gomes, caminhoneiro conhecido como Zé Trovão. A PF pediu que ele informasse o motivo de encontros com os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Gilson Machado (Turismo), com os deputados Nelson Barbudo (PSL-MT) e Hélio Lopes (PSL-RJ) e com o assessor especial da Presidência da República, Mozart Vianna. Além do caminhoneiro, estiveram em Brasília: Turíbio Torres, Juliano da Silva Martins e os cantores Sérgio Reis e Eduardo Araújo.

A PF ainda questionou sobre a participação da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) nos atos. Segundo o caminhoneiro, Zambelli dá apoio ideológico por acreditar que “o movimento é democrático e respeita a Constituição”.

Com informações da CNN

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: