Temer exonera dez ministros para que retornem à Câmara

O presidente Michel Temer exonerou temporariamente nesta quarta-feira (02) dez ministros. Ele afastou os auxiliares que têm mandato parlamentar para que saiam em sua defesa em plenário, ajudem a sessão a ter quorum e garantam votos para barrar acusação por corrupção passiva. A ideia é eles voltem aos cargos na quinta (3).

As exonerações foram publicadas no “Diário Oficial da União”. Só os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Ricardo Barros (Saúde), que também detêm mandatos parlamentares, foram mantidos nos cargos. O discurso é de que eles continuaram para que iniciativas das pastas não sejam afetadas.

Força política de José Adécio transforma Pedro Avelino em “canteiro de obras”

O deputado José Adécio está na vida pública há 42 anos e vive seu melhor momento político. Uma das provas está em sua terra natal, Pedro Avelino, berço do início de sua trajetória. O município virou um “canteiro de obras” desde janeiro passado, quando Neide Suely assumiu a Prefeitura e tem contado com o apoio determinante de recursos federais, obtidos por meio de José Adécio, com os senadores José Agripino, Garibaldi Filho, Roberto Muniz (PP da Bahia) e deputados federais Beto Rosado e Felipe Maia.

Espaços esportivos, praças, unidade de saúde e espaços culturais estavam abandonados há pelo menos dez anos e hoje já se apresentam como obras “palpáveis e visíveis”, como costuma dizer José Adécio.

“A prefeita Neide Suely, que é minha esposa, é uma administradora competente, honesta, séria, que tem mudado a cara de Pedro Avelino com a retomada de obras, pagando o funcionalismo em dia, antecipando parcela do décimo terceiro salário, viabilizando funcionamento de hospitais, enfim, a história é outra e a população sabe disso. O povo de Pedro Avelino também sabe que pode contar comigo, como sempre contou, daí minhas idas a Brasília, as conversas que mantenho com senadores, deputados federais, as visitas a Ministérios, tudo em prol de diversos municípios do Rio Grande do Norte, entre eles minha terra natal”, relata o deputado.

Leia mais

Temer pode contar com a maioria dos deputados federais do RN

A Folha de São Paulo procurou todos os oito deputados federais após a Casa receber da Procuradoria-Geral da República a peça em que o presidente Michel Temer é acusado de corrupção.

No placar da denúncia contra Temer na Câmara, apenas três deputados declararam votar a favor: Antônio Jácome (PODEMOS), Rafael Motta (PSB) e Zenaide Maia (PR).

Os parlamentares potiguares: Rogério Marinho (PSDB), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB), falam que não sabe. Já os deputado, Fábio Faria (PSD) não respondeu á Folha e o deputado Beto Rosado (PP), afirmou que não vai se pronunciar.

Josivan Cardoso fala de fiscalização de água na Armando Ribeiro Gonçalves e rio Açu

A cidade de Assú sediou, na tarde desta terça-feira (1º), a Reunião Anual de Alocação de Água do Sistema Hídrico formado pela Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e Rio Açu, realizada no auditório da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). O evento foi realizado pela Agencia Nacional de Águas (ANA) e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu.

O diretor-presidente do Igarn destacou a importância das ações de fiscalização e monitoramento, conjuntas realizadas pela ANA e o Instituto no intuito de garantir a melhor gestão dos recursos hídricos na bacia que é de jurisdição federal. “Mesmo sendo uma bacia federal, o Governo do Estado através do Igarn vem dando todo o apoio necessário para a gestão. Pois o Governador solicitou que estivéssemos à disposição para atender aos usuários do Estado”, ressaltou Josivan Cardoso.

Leia mais

Fábio e Robinson Faria solicitam empréstimo para amenizar crise financeira do RN

Nesta terça-feira (01), em Brasília, o deputado federal Fábio Faria acompanhou o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, e o secretário extraordinário Vagner Araújo, em audiências na Caixa Econômica e no Ministério dos Transportes, onde solicitaram operações de crédito na ordem de R$ 700 milhões para ajudar a amenizar a crise financeira do RN.

“Estamos com uma boa perspectiva. O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, prometeu agilizar a análise do processo, considerando a dificuldade financeira que o RN enfrenta”, disse Fábio Faria. O governador explica que está empenhado em levantar recursos para o Estado. “Apresentamos uma carta-proposta que inclui obras importantes, mas a principal preocupação é regularizar a folha de pagamentos dos servidores“, afirmou Robinson Faria.

Segundo o secretário extraordinário de Gestão de Projetos, já foi marcada uma reunião técnica na Caixa com o secretário de Planejamento do RN, Gustavo Nogueira, para que seja feito o detalhamento do projeto, na tentativa de fechar o mais rápido possível a operação e liberar os recursos que irão ajudar o Estado.

Robinson e ministro acertam detalhes de missão diplomática ao Vaticano em outubro

Os mártires de Cunhaú e Uruaçu, vítimas de massacres ocorridos em julho e outubro de 1645 nos municípios de Canguaretama e São Gonçalo do Amarante, serão canonizados em outubro deste ano. Consciente da importância que este reconhecimento da Igreja Católica terá para o turismo religioso de nosso estado, o governador Robinson Faria foi até o ministro das Relações Exteriores, Aluysio Nunes Ferreira Filho, acertar os detalhes da missão diplomática para acompanhar a solenidade em Roma.

O encontro, do qual também participaram o padre Antônio Murilo de Paiva, capelão em Uruaçu, e o secretário de Gestão de Projetos, Vagner Araújo, aconteceu no gabinete do ministro, em Brasília, na noite desta terça-feira (1º).

A canonização dos 30 Mártires de Cunhaú e Uruaçu representa o coroamento de um longo processo histórico, religioso e cultural que teve início na década de 1970. A autorização para o ato de santificação dos mártires do RN foi confirmada em março deste ano pelo Papa Francisco.

Leia mais

Peemedebista declara voto pró denúncia e já há 200 deputados contra Temer

Resultado de imagem para pansera deputado

Ex-ministro de Dilma Rousseff, o deputado Celso Pansera (PMDB-RJ) declarou ao GLOBO que irá votar pela aceitação da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, seu colega de partido, por corrupção passiva. Com o voto, a enquete do GLOBO já soma 200 deputados a favor da investigação contra Temer.

Pansera foi ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação durante o último governo da ex-presidente Dilma Rousseff, tendo sido exonerado do cargo em abril de 2016, quando a petista sofreu impeachment. O peemedebista é o quarto de sua bancada a declarar apoio à denúncia da PGR.

O dia que antecedeu a abertura da sessão que irá decidir o destino do governo Temer, foi movimentado tanto para a oposição, que discutiu estratégias de atuação conjunta durante a votação, quanto para a base aliada, que fez diversas reuniões internas em suas bancadas.

Leia mais

Robinson negocia com bancos recursos de R$ 800 milhões para combater crise financeira

O governo aprofundou tratativas com bancos públicos para viabilizar recursos para a recuperação financeira do Rio Grande do Norte. Em Brasília, o governador Robinson Faria, e o secretário de Estado da Gestão de Projetos, Vagner Araújo, estiveram reunidos nesta terça-feira (1º) com dirigentes do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

Em audiência com os presidentes do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli, e da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, o governador negociou um conjunto de operações que poderão equacionar a situação financeira do RN. O encontro também contou com a participação do deputado federal Fábio Faria.

As frentes desenvolvidas pelo chefe do Executivo Estadual são de operações de crédito junto a Caixa Econômica e Banco do Brasil, Tesouro Nacional e ressarcimentos de recursos. A estimativa é que um valor entre R$ 600 milhões e R$ 800 milhões seja liberado com prazo de amortização de até 10 anos. O montante será aplicado na reequilíbrio das contas, etapa necessária para regularização da folha de salários.

Leia mais

Em véspera de votação, Temer afaga ruralistas e baixo clero

BRASÍLIA, DF, 11.04.2017: REFORMA-PREVIDÊNCIA - O presidente Michel Temer é abraçado pelo deputado federal Darcisio Perondi (PMDB-RS) na reunião com deputados integrantes da Comissão Especial da Reforma da Previdência, no Palácio do Planalto em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O governo tenta nesta quarta-feira (2) enterrar de vez a primeira denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer. Ele é acusado do crime de corrupção passiva por supostamente ser o destinatário da mala com R$ 500 mil repassados pela JBS a Rodrigo Rocha Loures, seu ex-assessor. Esta é a primeira vez que um presidente é denunciado no exercício do cargo.

Temer passou a terça-feira (1º) em busca de apoio. Recebeu ao menos 35 deputados –incluindo o ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf (PP-SP)–, almoçou com 58 ruralistas e foi a um jantar para o qual foram convidados 100 integrantes do baixo clero. Ele acenou à bancada ruralista (210 votos) com uma medida provisória reduzindo a alíquota da contribuição do Funrural (Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural) e parcelando pagamentos atrasados com descontos.

Além disso, mandou de volta à Câmara 11 ministros e contou com a boa vontade de partidos como PR e PSD, que fizeram ao menos dois secretários estaduais retomarem seus assentos como deputados para tentar engrossar os votos a favor do governo. No recesso parlamentar, Temer já havia liberado emendas, distribuído cargos a aliados e informou que traições seriam retribuídas com perda de espaço no governo. As informações são da Folha de São Paulo.

Polícia prende foragido da Justiça em Canguaretama

Uma ação conjunta realizada entre a Polícia Civil de Canguaretama e a Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira (01) na cidade, o foragido da Justiça Jackson Ferreira da Silva, vulgo “Jaquinho”, 23 anos, suspeito pela prática de um roubo.

A prisão foi realizada através de mandado de prisão preventiva, sendo Jackson também suspeito de ter cometido diversos outros roubos, além de um homicídio. Ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Barcelona confirma que Neymar vai deixar o clube

AP

Atacante está prestes a fechar com o PSG, que pagaria € 222 milhões, na maior transferência da história

O clube FC Barcelona confirmou na manhã desta quarta-feira, 2, que o atacante brasileiro Neymar da Silva Jr informou aos companheiros que vai deixar o clube catalão. Os rumores indicam que ele, agora, seguirá negociações com o clube francês Paris Saint-German. Se acordo for fechado, Neymar deve ser tornar o jogador mais caro na história das transferências de futebol .

O atacante se apresentou nesta manhã na Cidade Esportiva Joan Gamper, onde ocorrem os treinos do clube. O anúncio teria sido feito minutos depois da chegada de Neymar, que foi visto saindo das instalações do treino por volta das 10 horas (5 horas em Brasília).

“O técnico, Ernesto Valverde, liberou o atacante do treino para que ele resolva seu futuro”, informou o clube à agência de notícias EFE. /EFE

SUS Faltam medicamentos, leitos e aparelhos para tratar o AVC

Resultado de imagem para SUS ATENDIMENTO

Levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) com neurologistas do SUS de todo o país mostra que cerca de 57% dos médicos afirmam não contar, no serviço público, com mecanismos para triagem e identificação imediata de pacientes que sofreram acidente vascular cerebral (AVC).

Não há também, segundo 32%, acesso à tomografia em até 15 minutos. Hideraldo Cabeça, da câmara técnica de neurologia e neurocirurgia do CFM, diz que a tomografia e a triagem são importantes para diferenciação entre um AVC isquêmico – com interrupção do fluxo sanguíneo, quadro mais comum – e AVC hemorrágico – quando há rompimento dos vasos sanguíneos.

Sem essa identificação precisa, não há como aplicar o tratamento apropriado. “Dependemos do tempo para realizar o atendimento até 4h após o AVC. Quanto mais tempo se demora, menor a chance de o indivíduo se recuperar e mais pacientes ficam com sequelas”, diz.

Leia mais

Presidente Temer levou R$ 1 milhão

Resultado de imagem para temer

Nos relatos à Procuradoria Geral da República (PGR), os delatores da JBS detalharam como uma caixa com R$ 1 milhão em dinheiro vivo, destinada diretamente a Michel Temer (PMDB), foi entregue ao coronel João Baptista Lima Filho, amigo do então vice-presidente.

De acordo com os relatos, coube a Demilton de Castro e Florisvaldo de Oliveira levar o dinheiro ao escritório. Espremido no porta-malas de um Corolla, o dinheiro foi levado até o escritório localizado na Vila Madalena, em São Paulo. O relato, reproduzido pela revista “Época”, aponta que Florisvaldo chegou a ir antes ao local para fazer um reconhecimento e tomou uma bronca do coronel por ter chegado lá sem o dinheiro.

Na segunda viagem, o funcionário foi acompanhado de Demilton, que cuidava das planilhas de propina na JBS. No local, foram orientados por João Baptista Lima a colocar o dinheiro no porta-malas de outro veículo, em vez de levar a caixa com a propina para o prédio.

Leia mais

Temer autorizou R$ 3 milhões em ‘dinheiro sujo’ a Cunha

Michel Temer

Na véspera da decisão da Câmara sobre a denúncia do procurador geral da República (PGR), Rodrigo Janot, por corrupção passiva, o presidente Michel Temer (PMDB) viu-se ainda mais implicado em novos detalhes revelados pelos documentos e revelações apresentados por delatores da JBS.

Entre as novas acusações está a de que, em 2014, o então vice-presidente da República, na época candidato à reeleição na chapa de Dilma Rousseff, autorizou a entrega de R$ 3 milhões em dinheiro sujo ao então deputado federal Eduardo Cunha (PMDB). As informações foram divulgadas pela revista “Época”.

Um dos principais aliados de Temer em seus tempos no Parlamento, Cunha hoje está preso pela Lava Jato em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a revista, o pagamento a Eduardo Cunha foi combinado por Temer com Ricardo Saud, lobista do grupo, em um encontro no escritório do vice na praça Pan-Americana, em São Paulo. Segundo os dados da delação, a JBS descontou os R$ 3 milhões de Cunha do crédito de R$ 15 milhões a que Temer tinha direito junto à empresa.

Esses R$ 15 milhões, por sua vez, haviam sido autorizados pelo PT – e foram debitados da conta de propina da JBS no BNDES.

Leia mais

%d blogueiros gostam disto: