Fátima Bezerra quer o RN com “desenvolvimento, paz, emprego e justiça social”

Fátima Bezerra (PT) se reuniu com lideranças políticas do interior do RN nesta terça (21) (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

A candidata ao Governo do Estado Fátima Bezerra (PT) reservou a manhã desta terça-feira (21) para receber apoio de lideranças e políticos do interior do Rio Grande do Norte. 

A senadora destacou a importância de dialogar com representantes de diferentes municípios para entender as necessidades das regiões do estado potiguar.

“São parcerias e mais parcerias que estão vindo. As pessoas, de forma espontânea, tomando essa decisão de vir pro lado de cá, acreditando na nossa luta e, sobretudo, com a confiança de que esse projeto será vitorioso. Para que a gente possa, se Deus quiser, ter um Rio Grande do Norte com desenvolvimento, com paz, com emprego e com justiça social”, declarou.

Robinson assume compromisso com setores produtivos do RN

Durante a série de sabatinas do Sistema Fiern com os candidatos, o Fórum Caminhos do RN, Robinson Faria garantiu que vai incorporar as proposta e sugestões do Mais RN ao seu plano de governo.

O candidato da coligação Trabalho e Superação a governador, Robinson Faria (PSD), assegurou que, se reeleito, o segundo mandato terá uma participação mais efetiva da classe produtiva.

A demonstração ocorreu na tarde desta terça-feira (21), durante o Fórum Caminhos do RN, uma série de sabatinas com os candidatos ao governo do estado promovida pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern).

A ideia é saber as propostas dos candidatos e também entregar o Mais RN, um estudo encomendado à empresa de consultoria Macroplan com metas para o desenvolvimento do RN entre 2019 e 2022.

Acompanhado do candidato a vice-governador na chapa majoritária da coligação, Tião Couto (PR), Robinson assumiu o compromisso de incorporar o Mais RN em seu programa de governo para os próximos quatro anos, sendo bastante aplaudido pela classe empresarial potiguar. O projeto reúne 44 metas e ações concretas de gestão para promover o desenvolvimento do estado em pelo menos 14 áreas. 

Durante o encontro, Robinson Faria abordou sobre a questão do déficit na previdência social, cujos gastos, segundo o levantamento da Fiern, cresceram 160% nos últimos três anos. Ele esclareceu que preciso discutir a previdência em escala nacional, no intuito de buscar maior isonomia entre os estados, com a participação de todos os governadores.  Hoje, o Rio Grande do Norte possui em torno de 52 mil servidores na ativa e quase 50 mil aposentados e pensionistas.

Umas das propostas defendidas por Robinson para resgatar a autonomia financeira do estado, levando em conta os repasses feitos aos poderes legislativo e judiciário, é que a sobra orçamentária de ambos os poderes volte para os cofres do executivo para que seja aplicada em obras e questões urgentes, a exemplo do pagamento da folha de servidores. “Existe uma ação do nosso governo em Brasília para resgatar esses recursos para o Estado. Na minha opinião, é uma devolução justa e só quem ganha é a população”.

O candidato também apresentou aos empresários as principais propostas contidas no plano de governo, além de elencar as obras importantes de sua gestão nas áreas de saúde, educação, segurança pública e na geração de emprego e renda. Nesta quarta-feira, Robinson Faria e Tião Couto cumprem uma agenda de compromissos em Mossoró, entre eles a inauguração da Casa 55, o comitê de campanha para a região Oeste do RN.

Professor Carlos Alberto apresenta propostas para fazer o RN crescer a empresários

O candidato a governador pelo PSOL, Professor Carlos Alberto, apresentou nesta terça-feira (21), as propostas do Plano de Governo para empresários potiguares com o objetivo de reverter o atual cenário de crise em vários setores do Rio Grande do Norte.

O evento, realizado na Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), serviria para receber a Agenda 2019-2022 alinhada ao Mais RN, contudo, o candidato se antecipou, estudou o documento e apresentou as propostas.

“Sou professor e aproveitei para estudar ponto a ponto as reivindicações da categoria para todos os setores. Nosso Plano de Governo contempla muitos dos pontos reivindicados. Está na hora de dizer ‘chega’, de realmente arregaçarmos as mangas e trabalharmos de forma responsável para fazer o RN voltar a crescer”, disse.

Leia maisProfessor Carlos Alberto apresenta propostas para fazer o RN crescer a empresários

Vanessa pode desistir de disputa para deputada federal por orientação médica

Apesar de ter caído na graça do povo, a médica e candidata a deputada federal Vanessa Lopes, que tem potencial eleitoral para obter mais de 20 mil votos somente em Assú e fora a votação nos demais municípios do Vale do Açu, ainda não botou o seu bloco na rua, por causa de uma bateria de exames de saúde que vem fazendo para iniciar a sua campanha eleitoral na região.

No entanto, informações de bastidores, apontam que, ela apesar de estar bem de saúde, deverá se submeter a um procedimento vascular em São Paulo nos próximos dias para ficar completamente curada do problema de trombofilia e começar a campanha eleitoral ou desistir de disputar uma vaga na Câmara dos Deputados por orientação médica.

Vanessa vai se submeter a tratamento de trombofilia que causou trombose da veia porta, uma importante artéria que faz a drenagem no fígado.

Robinson e Tião participam da abertura da Expofruit em Mossoró

O candidato a governador pela coligação Trabalho e Superação, Robinson Faria (PSD), participa, nesta terça-feira (21), da abertura da Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada (Expofruit), que será realizada na Estação das Artes Eliseu Ventania, em Mossoró. Ele vai acompanhado do candidato a vice na chapa majoritária da coligação, Tião Couto (PR). 

Para Robinson Faria, o setor é fundamental importância para a economia do Rio Grande do Norte, que já é considerado o segundo maior produtor de frutas tropicais do país, ficando atrás apenas da Bahia, segundo informações do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex). 

“Conseguimos produzir mais de 900 mil toneladas de frutas todos os anos e áreas de plantio que ultrapassam os 280 mil hectares. Essa cadeia produtiva é importante para o Rio Grande do Norte para ampliar nossas exportações. Atualmente, as frutas representam em torno de 62% das nossas exportações”, ressaltou Robinson Faria.

Leia maisRobinson e Tião participam da abertura da Expofruit em Mossoró

Bancários podem entrar em greve nesta sexta-feira no RN

Os bancários do RN decidiram em assembleia na noite desta segunda-feira, 20, aprovar o indicativo de greve para a próxima sexta, 24 de agosto. A data não é confirmada pois pode ser alterada após a negociação que ocorre amanhã (21) entre a Fenaban e a Contraf CUT.

A data-base da categoria é 1º de setembro, e este ano está sujeita a nova Legislação Trabalhista que diz que após o término da validade do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que no caso será em 31 de agosto, a categoria perde todos os direitos adquiridos.

Por isso a mobilização da categoria teve que ser antecipada. A pauta de reivindicações foi entregue em 13 de junho e desde então a Fenaban marca reuniões infrutíferas com pouca ou nenhuma proposta.

Os bancários reivindicam ainda, dos banqueiros e do Governo:
– Reajuste de 22%; recomposição das perdas salariais acumuladas; isonomia; PLR linear; a defesa dos bancos públicos; mais contratações; plano de saúde com preço justo e rede conveniada satisfatória; fim do assédio moral; fim das metas; estabilidade no emprego; fim das demissões imotivadas; segurança nas agências e nos postos de atendimento.

Fátima, Garibaldi e Agripino, ficam de fora da lista de 7 dos 81 senadores que foram a todas as sessões

Resultado de imagem para Fátima, Garibaldi e Agripino

Os atuais três senadores do RN: José Agripino, Garibaldi Alves e Fátima Bezerra, não estão entre  os 7 dos 81 senadores que compareceram a todas as 36 sessões deliberativas ordinárias realizadas no primeiro semestre legislativo, entre fevereiro e julho.

Entre os mais assíduos estão Reguffe (Sem partido-DF) e José Pimentel (PT-CE), que já tinham atingido 100% de presença durante todo o ano de 2017.

Também marcaram presença em todas as sessões os senadores Airton Sandoval (MDB-SP), Flexa Ribeiro (PSDB-PA), José Medeiros (Podemos-MT), Lúcia Vânia (PSB-GO) e Waldemir Moka (MDB-MS).

Segundo o Congresso Em Foco: Garibadl Alves (MDB) que disputa a reeleição, o senador José Agripino (DEM) que luta agora por uma vaga de deputado federal e a senadora do PT Fátima Bezerra que é candidata a governadora, também não estão na lista dos  22 senadores que faltaram a, no máximo, duas sessões.

Apenas 16% das candidaturas para presidente, governador e senador são de mulheres

São elas que vão decidir a eleição, mas as mulheres ainda estão longe de ocuparem uma posição de protagonismo no cenário político do país. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas 30,7% das candidaturas registradas nesta eleição são de mulheres, abaixo do percentual de 2014, quando 31,1% dos candidatos eram do sexo feminino. Nos cargos majoritários – presidente, governadores e senadores – o percentual é ainda mais baixo, apenas 16%.

As candidatas aos cargos de governador são a minoria: 14%. Por outro lado, as mulheres que aparecem como vice somam cerca de 36%. O número maior, no entanto, seria uma tática dos partidos para cumprir a cota de 30% para garantir repasse o obrigatório do fundo eleitoral para candidatas mulheres. Sem uma definição clara do TSE sobre como aplicar o dinheiro da cota feminina, uma das táticas é usar parte desse recurso nas campanhas de homens que estejam na cabeça de chapa, conforme revelou reportagem do GLOBO.

Os estados que aparecem com o menor número de candidatas são Paraná, no Sul, e Tocantins, no Norte. Ambos só possuem o registro de 17 mulheres, quase 70 vezes menos que o número de candidaturas femininas em São Paulo, que aparece em primeiro lugar, com 1.175 registros.

Leia maisApenas 16% das candidaturas para presidente, governador e senador são de mulheres

Governo prepara cobrança pela emissão da carteira de trabalho

Num momento em que falta trabalho para 27,7 milhões de brasileiros, dos quais 12,9 milhões estão efetivamente desempregados, o governo do presidente Michel Temer se prepara para começar a cobrar pela emissão da carteira de trabalho. O documento, historicamente, é 100% gratuito aos trabalhadores.

O Ministério do Trabalho e os Correios elaboraram um acordo de cooperação técnica em que se transfere aos Correios a responsabilidade pela carteira. No acordo, ficou expresso que o documento terá um custo ao empregado, com possibilidade de reajustes anuais ao longo dos cinco anos previstos para a parceria.

O acordo foi costurado pelo ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello; pelo secretário-executivo da pasta, Admilson Moreira; e pelo presidente dos Correios, Carlos Fortner. No fim de julho, o governo chegou a tornar pública a parceria para transferir aos Correios a emissão do documento, tendo São Paulo como projeto piloto. O que não se disse na ocasião é que o acordo de cooperação técnica prevê a cobrança para a obtenção da carteira. Um valor em discussão é de R$ 15.  VINICIUS SASSINE – O Globo

Leia maisGoverno prepara cobrança pela emissão da carteira de trabalho

STF decide que MP pode entrar com ação para pedir ao poder público remédio a pacientes

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última quarta-feira que o Ministério Público pode entrar na Justiça com ação civil pública para pedir o fornecimento de remédio ao poder público, em nome de um grupo de portadores de determinada doença. A decisão tem repercussão geral — ou seja, deve ser aplicada por juízes de todo o país em processos sobre o assunto.

No processo julgado pelo STF, o Ministério Público de Minas Gerais questionou uma decisão da Justiça do estado que considerou a instituição ilegítima para entrar com esse tipo de ação em nome dos pacientes.

O relator do caso no STF, ministro Marco Aurélio Mello, votou pela possibilidade de o Ministério Público apresentar esse tipo de ação. Segundo o relator, a ação pode ser ajuizada porque defende o interesse de várias pessoas, e não de apenas uma. CAROLINA BRÍGIDO – O Globo

Leia maisSTF decide que MP pode entrar com ação para pedir ao poder público remédio a pacientes

Bilionários gastam até US$ 60 mil com caixões de ouro nos EUA

Para muitos ricos e poderosos, os funerais estão se tornando a última oportunidade de ostentar uma riqueza imensa, em concorrência com casamentos e aniversários, muito usados para representar fortuna.

Agora há pessoas que escolhem ser enterradas em caixões de US$ 60 mil banhados a ouro, levados por carruagens funerárias puxadas por cavalos ou carros da automobilista inglesa Rolls-Royce. Alguns até pagam passagens de avião para amigos e familiares irem a funerais em locais exóticos.

Existe até uma indústria artesanal de assessores para satisfazer a demanda, e alguns gerentes de patrimônios estão incentivando os clientes a enfrentar a própria morte e fazer planos com antecedência. BLOOMBERG – O Globo

Leia maisBilionários gastam até US$ 60 mil com caixões de ouro nos EUA

Cármen Lúcia e Raquel Dodge caem no samba

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, e a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, caíram no samba ao se encontrar com Alcione durante o seminário Elas por Elas, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília.

O instante de rara descontração do judiciário foi compartilhado pela sambista em seu Instagram. Ernesto Neves – VEJA

Fátima Bezerra defende parcerias público-privadas para gerar empregos

Fátima Bezerra participou nesta segunda-feira (20) do Fórum Caminhos do RN, organizado pela Fiern (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

A candidata Fátima Bezerra (PT), da coligação Do Lado Certo, participou nesta segunda-feira (20) do Fórum Caminhos do RN. O evento foi promovido pela Federação das Industrias do Rio Grande do Norte.

O Fórum reuniu donos de indústrias de vários setores. Fátima Bezerra falou como pretende, à frente do Governo do Estado, criar um ambiente favorável para os negócios.

“Primeiro segurança jurídica, agilidade nos processos de licenciamento e parceria com o setor empresarial para a gente ir em busca dos investimentos privados com vistas a gerar empregos no Rio Grande do Norte. Um dos caminhos a ser a adotado para buscar esses investimentos privados é a parceria público-privada”, declarou.

Professor Carlos Alberto: “A gente precisa investir mais na agricultura familiar”

O candidato a governador pelo PSOL, Professor Carlos Alberto, participou nesta segunda-feira (20), do ato de entrega das reivindicações dos trabalhadores rurais em um evento promovido pela Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares Rurais do Rio Grande do Norte (Fetarn).

Ele adiantou que as reivindicações da categoria já estão alinhadas com o Plano do Governo apresentado pelo PSOL. Durante o encontro, o candidato defendeu o fortalecimento da agricultura familiar diante do grande número de propriedades existentes no território potiguar e diante do potencial de crescimento e fortalecimento da economia no interior do Estado.

“Aqui no RN de 83 mil propriedades rurais, mais de 72 mil são da agricultura familiar. Nosso programa de governo valoriza e vai apoiar esses pequenos produtores, porque a riqueza do RN tem que crescer a partir dos pequenos. Tem que vir do interior para a capital. A gente precisa investir mais na agricultura familiar, precisamos investir mais na nossa gente”, disse.

Nesta terça-feira (21), o Professor Carlos Alberto participará de um ato político com representantes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte para receber as demandas da categoria.

%d blogueiros gostam disto: